2 de December de 2021

NOTICIAS

Líder do partido libanês pede utopia para Cuba

Líbano, Palestina, Cuba, solidaridad

Líder do partido libanês pede utopia para Cuba

Beirute, 15 nov (Prensa Latina) O chefe do partido libanês Al Wafa (Lealdade), Ahmad Alawan, pediu hoje uma utopia para Cuba, vacinas de fraternidade, fraternidade e unidade, durante um encontro de solidariedade entre a Palestina e a nação caribenha .
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Com isso, aludiu à criação pela ciência cubana de cinco vacinas candidatas contra a Covid-19, graças às quais começou hoje a chamada nova normalidade no país antilhano.

Organizada pela Associação de Amizade Palestina-Cuba e a Liga dos Graduados Palestinos em Cuba, a noite ouviu vozes de rejeição às manobras dos EUA para ofuscar o sucesso cubano na imunização do flagelo mortal.

O chefe da associação de solidariedade, Salah Salah, e da liga de pós-graduação, Ali El Khatib, destacaram as contribuições da nação caribenha às causas justas do mundo, incluindo a da Palestina.

Ambos se referiam às centenas de compatriotas que conseguiram se formar nas universidades cubanas para estabelecer laços indestrutíveis entre os dois países.

A cerimônia aconteceu em uma sala para crianças e jovens do campo de refugiados palestinos da Chatila, nesta capital, adornada com cartazes alusivos aos laços entre os dois povos.

Cuba e Palestina estão na mesma trincheira na luta contra os Estados Unidos e Israel, disse um deles.

O embaixador cubano no Líbano, Alexander Pellicer, lembrou o líder histórico da Revolução, Fidel Castro, que durante uma revolta contra-revolucionária em Havana em 1994 saiu na sua esteira e depois de falar à multidão, transformou o protesto em uma reafirmação revolucionária.

Episódio semelhante, disse ele, ocorreu em 11 de julho, quando centenas de pessoas saíram às ruas em protesto em várias cidades cubanas e o atual presidente de Cuba e primeiro secretário do Partido Comunista, Miguel Díaz-Canel, foi ao local de os fatos e acalmou os espíritos.

Em que país do mundo os principais líderes intervêm diante das manifestações antigovernamentais ?, perguntou Pellicer; só em Cuba, afirmou, “porque o povo apóia de maneira esmagadora os valores revolucionários”.

rgh/arc/glmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.