9 de December de 2021

NOTICIAS

Cuba destaca seus cientistas no enfrentamento da Covid-19 na Unesco

Cuba, Unesco, papel, científicos

Cuba destaca seus cientistas no enfrentamento da Covid-19 na Unesco

Paris, 15 nov (Prensa Latina) A ministra cubana da Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, Elba Rosa Pérez, destacou hoje na Unesco a contribuição de pesquisadores e cientistas cubanos na luta contra a Covid-19, com realizações como a criação de vacinas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Falando através de uma mensagem em vídeo na cerimônia de premiação da Unesco-Cuba Carlos J. Finlay Microbiology 2020, a funcionária destacou o desafio representado pela pandemia nos últimos dois anos para a comunidade científica global, um cenário que ela aproveitou para abordar as particularidades do país caribenho.

A este respeito, lembrou que os pesquisadores realizaram seu trabalho em meio à intensificação do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos à nação caribenha, um cerco reforçado pela administração de Donald Trump com 243 medidas, pelo menos 50 delas em meio à crise sanitária.

Pérez comentou no evento para premiar o pesquisador japonês Kenya Honda que em tempos da Covid-19 a comunidade científica cubana agiu de forma integrada e com uma visão do país, uma abordagem traduzida em apoio ao pessoal de saúde que trabalha na linha de frente e sucessos concretos, como a criação de vacinas.

A ilha criou dois imunógenos, Abdala e Soberana 02, com os quais já protegeu mais de 70% de sua população, e está trabalhando no desenvolvimento de três candidatos a vacina.

Segundo o ministro, estas realizações, além de elevar o nível da ciência cubana, constituem resultados a serviço da humanidade, reafirmando o princípio de compartilhar o que temos, e ainda mais diante de uma situação tão vulnerável como a gerada pela pandemia.

Em seu discurso, no qual ele parabenizou o vencedor do Prêmio Carlos J. Finlay de Microbiologia 2020, Pérez reafirmou o compromisso da ilha com a Unesco e com o uso da ciência para o desenvolvimento sustentável.

A cerimônia de premiação incluiu um painel de discussão com a participação da Honda do Japão, do professor paquistanês Shahida Hasnain – vencedor do Prêmio Finlay em 2017 – e do pesquisador e especialista em vacinas cubano Vicente Vérez Bencomo.

Vérez Bencomo compartilhou detalhes sobre a criação de agentes imunizantes contra a Covid-19 na maior das Antilhas, e apontou que as experiências e estudos acumulados permitiram um rápido progresso no desafiador objetivo de encontrar respostas para neutralizar o coronavírus SARS-CoV-2.

O cientista explicou que a ilha considerou em suas projeções a descoberta de vacinas que também poderiam proteger as populações pediátricas, com base no critério de que este é um setor importante em termos da transmissão da doença e da necessidade de trazê-la de volta com segurança para a sala de aula.

A este respeito, ele enfatizou por videoconferência que hoje é um dia especial em Cuba, com o retorno à escola de centenas de milhares de crianças imunizadas com vacinas produzidas nacionalmente. mem/wmr/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.