8 de December de 2021

NOTICIAS

Tensa calma algumas horas antes das eleições na Argentina

Argentina, elecciones, calma

Tensa calma algumas horas antes das eleições na Argentina

Buenos Aires, 12 nov (Prensa Latina) Há uma calma tensa no ar hoje na Argentina, onde a campanha eleitoral chegou ao fim e uma proibição está em vigor, apenas 48 horas antes de o país ir às urnas para eleger 151 novos membros do congresso.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De La Quiaca, no norte da província de Jujuy, a Puerto Iguazú, em Misiones, Corrientes, Chaco ou Salta, as forças de segurança estão começando a se posicionar nas áreas de fronteira para guardar o desenvolvimento normal destas eleições, que serão um pouco mais calmas do que nas primárias de setembro passado, devido à queda acentuada das infecções de Covid-19. Conforme estipulado pela Câmara Nacional Eleitoral, de acordo com o artigo 31 da Lei 26.571, a partir das oito horas da manhã de sexta-feira e até três horas após o final da votação, os candidatos e as forças políticas não poderão fazer qualquer tipo de declaração ou propaganda política.

A regra também se aplica a funcionários públicos e comunicadores sociais e inclui a proibição da divulgação de pesquisas e pesquisas pré-eleitorais.

Durante os próximos dois dias, também é proibido transmitir mensagens de campanha através da mídia impressa e digital, televisão e rádio, e a realização de eventos de massa, culturais, sociais ou esportivos, ao ar livre ou dentro de casa, é restrita enquanto as urnas estiverem abertas.

Além disso, bebidas alcoólicas não podem ser vendidas a partir das 20 horas de amanhã até três horas após o encerramento das urnas, nem bandeiras, crachás ou insígnias de festa podem ser transportados.

Há semanas, as autoridades e a Câmara Nacional Eleitoral vêm trabalhando em medidas importantes e na implementação de um protocolo de prevenção sanitária, muito diferente do de setembro passado, que buscará uma maior agilidade, evitando assim longas filas.

Ontem, várias coalizões encerraram seus eventos de campanha e a governante Frente de Todos foi vista na cidade de Merlo, em Buenos Aires, em uma reunião liderada pelo presidente Alberto Fernández com a presença da vice-presidente, Cristina Fernández, e dos candidatos a uma vaga no Poder Legislativo.

Mais de 34 milhões de pessoas são elegíveis para votar. Por localidades, a província de Buenos Aires continua a ter o maior número de eleitores, com 37% do caderno eleitoral nacional (12.704.518), seguida por Córdoba (2.984.631 eleitores) e Santa Fé (2.768.525).

jha/may/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.