30 de November de 2021

NOTICIAS

A vacina nasal vai complementar a injeção, segundo especialista russo

Rusia, Covid-19, vacuna, nasal

A vacina nasal vai complementar a injeção, segundo especialista russo

Moscou, 10 nov (Prensa Latina) O diretor do Centro Nacional de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia de Gamaleya, Alexander Guíntsburg, garantiu em entrevista publicada hoje que a vacina anti-covid-19 na forma de aerossol nasal será outra barreira contra o coronavírus SARS-CoV-2.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em declarações ao jornal Rossiyskaya Gazeta, o especialista esclareceu que, se aprovado, o novo imunizante vai funcionar como um complemento aos outros, por isso não vai anular a necessidade de usar a vacina convencional.

A vacina nasal é o segundo componente do Sputnik V que é aplicado no nariz com uma seringa especial.

O cientista destacou que a vacina candidata “gera imunidade local na nasofaringe e cria uma barreira adicional contra o vírus que tenta entrar no corpo”.

Guíntsburg explicou que a vacina nasal protegeria a mucosa nasofaríngea, enquanto o restante dos imunizadores o faz na corrente sanguínea, por isso constituem duas barreiras independentes.

Segundo o diretor do Centro Gamaleya, os dois medicamentos se complementariam. “E o importante é que quantidade se transforme em qualidade. Estamos criando duas barreiras de proteção”, afirmou.

Guíntsburg informou recentemente que os testes clínicos da droga poderiam começar no final de 2021 e no início de 2022 para possível registro no próximo ano.

O Ministério da Saúde da Rússia autorizou a segunda fase de testes clínicos para essa nova vacina candidata em outubro.

oda/mml/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.