1 de December de 2021

NOTICIAS

Cuba expande o comércio com a China

Cuba expande o comércio com a China

Pequim, 4 Nov(Prensa Latina) Cuba espera ampliar as relações comerciais com a China durante a participação na quarta China International Import Expo (CIIE), que será inaugurada amanhã em Xangai, afirmaram hoje fontes diplomáticas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O cônsul da ilha nesse município, Néstor Torres, disse ao jornal Global Times que seu país estará presente com um pavilhão virtual e promoverá avanços em bens e serviços em biotecnologia, cultura, turismo, saúde e agricultura, além de suas marcas icônicas de tabaco , café e rum.

Como indicou, o CIIE é um espaço muito importante para visualizar as exportações cubanas e um aspecto essencial será a demonstração dos avanços em matéria de saúde.

Torres referiu-se, em particular, ao desenvolvimento de vacinas contra o Covid-19 graças ao elevado nível de inovação científico-tecnológica, ao desenvolvimento de fármacos e à biotecnologia da nação antilhana.

Considerou a feira chinesa uma excelente oportunidade para fomentar o investimento estrangeiro em Cuba, após referir que a ilha oferece vantagens para pessoal qualificado, segurança social e um quadro jurídico transparente.

O estado caribenho participa do CIIE desde sua inauguração em 2018 e, ainda nessa ocasião, o presidente Miguel Díaz-Canel percorreu o local da exposição.

Conforme planejado, durante o encontro Cuba lançará oficialmente seu próprio espaço dentro da plataforma de comércio eletrônico JD.com, consolidada como uma das mais importantes da China, para oferecer seu catálogo de bens e serviços exportáveis.

O CIIE vai reunir-se entre amanhã e próxima quarta-feira com a participação de milhares de empresas nacionais e estrangeiras.

A China pretende com este evento aumentar seu nível de abertura, promover a globalização econômica e o projeto Belt and Road.

Por isso, desde o final de 2017, reduziu gradativamente os tributos sobre milhares de mercadorias importadas e flexibilizou os mecanismos aduaneiros para facilitar a entrada de mercadorias, principalmente aquelas de alta qualidade, inovadoras e amigáveis ao meio ambiente.

Tudo está em sintonia com o plano do governo de promover um modelo de desenvolvimento onde o consumo desempenhe um papel fundamental, já que nos últimos anos foi decisivo na expansão do Produto Interno Bruto e evidenciou o enorme potencial que as importações aqui têm.

Segundo estimativas, o país deve adquirir produtos e serviços no valor de pelo menos US $ 30 trilhões nos próximos 15 anos.

mem/ymr/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.