19 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

EUA prometem enviar Assange para a prisão australiana se extraditado

EUA prometem enviar Assange para a prisão australiana se extraditado

Londres, 27 out (Prensa Latina) Os Estados Unidos prometeram que Julian Assange poderia cumprir sua pena em uma prisão na Austrália, país natal do fundador do WikiLeaks, se a justiça britânica concordar em extraditá-lo, segundo o que revelaram aqui hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A promessa está contida nos documentos legais apresentados pelos promotores dos EUA em seu recurso contra a recusa de um juiz distrital do Reino Unido em entregar o jornalista australiano, a quem Washington pretende processar por expor crimes de guerra cometidos por militares dos EUA no Iraque e no Afeganistão e outros segredos.

Os promotores dos EUA também prometeram aos juízes da Suprema Corte da Inglaterra e País de Gales que presidem a audiência de dois dias que Assange também não seria detido na prisão de segurança máxima em Florence, Colorado, nem sujeito às medidas administrativas especiais que são geralmente aplicadas a criminosos e terroristas perigosos.

O texto esclarece, no entanto, que os Estados Unidos se reservam o direito de aplicar esse tratamento caso o ciberativista cometa alguma ação contrária ao estipulado.

Foi precisamente o medo de que o fundador do WikiLeaks tirasse sua vida ao ser enviado para a prisão nos Estados Unidos que fundamentou o argumento que a juíza Vanessa Baraitser usou em janeiro passado para se recusar a extraditá-lo.

Antes do início da audiência oral na quarta-feira, o editor do WikiLeaks, Kristinn Hrafnsson, alertou contra as promessas que os promotores estadunideses fariam de tentar convencer os juízes britânicos e reverter o veredicto.

‘Asseguram que Julian (Assange) seja muito bem tratado na prisão americana se for extraditado, mas qualquer um percebe que são promessas vazias, já que eles próprios admitem que podem mudar de ideia’, disse o jornalista islandês.

A companheira sentimental de Assange, Stella Moris, também alertou sobre o precário estado de saúde de seu companheiro, que comparece à audiência por videoconferência da prisão londrina de Belmarsh, onde está detido desde que foi detido na embaixada do Equador nesta capital em abril de 2019.

‘Eu o visitei no sábado (na prisão) e ele está muito magro’, disse Moris diante de centenas de pessoas que se reuniram do lado de fora do tribunal para exigir a libertação do fundador do WikiLeaks, gritando ‘só há uma solução, sem extradição’.

Se a petição dos EUA for bem-sucedida, Assange pode ser condenado a um total de 175 anos de prisão por 17 acusações de violação da lei de espionagem dos EUA, datadas de 2017.

mem/nm/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.