30 de November de 2021

NOTICIAS

Esquerda mundial apoia Cuba no México e condena o bloqueio dos EEUU

Esquerda mundial apoia Cuba no México e condena o bloqueio dos EEUU

México, 24 de out (Prensa Latina) A esquerda mundial, representada por mais de 130 líderes de 45 países, apoiou hoje a Revolução cubana e condenou o bloqueio dos Estados Unidos, em um seminário internacional do Partido do Trabalho do México.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

No encerramento do XXV Seminário Internacional Os partidos e uma nova sociedade, patrocinado pelo Partido do Trabalho do México, foi aprovada uma resolução sobre a luta heroica do povo cubano contra os ataques sistemáticos dos Estados Unidos e sua resistência histórica ao bloqueio econômico de 60 anos, o mais longo registrado contra um país.

A resolução foi seguida por uma convocação da Rede de Solidariedade Continental Latino-Americana e Caribenha para participar da conferência El Mundo contra o bloqueio a Cuba, de 15 a 17 de novembro, a qual foi aprovada por unanimidade.

A convocação é para a realização de diversas atividades de apoio à ilha e contra a política criminosa e os planos de invasão do governo dos Estados Unidos.

Após três dias de debate, o seminário, que se realiza há 25 anos nesta data, emitiu 15 resoluções, fruto da análise de uma extensa agenda centrada em três temas da atualidade.

Situação da América Latina e do Caribe. Agressão e ingerência imperialista e resistência social e política. Novo redimensionamento geopolítico e geoeconômico mundial. Crise do neoliberalismo, cada uma com várias seções.

Estas resoluções referiam-se aos casos da Palestina e às agressões de Israel, a violação dos acordos de paz na Colômbia, a situação saharaui, as ações da direita contra o governo peruano de Pedro Castillo, outro dos noticiários venezuelanos, um no o caso colonial de Porto Rico e os presos políticos no Chile, entre vários outros.

Também foi aprovada a data da XXVI edição do seminário nos dias 6, 7 e 8 de outubro de 2022 e a agenda que tratará de democracia e poder popular, redefinição geopolítica e econômica, e diversos subtemas, com a mesma estrutura do anterior que acaba de concluir.

O encerramento esteve a cargo do ex-presidente de Honduras Manuel Zelaya que afirmou que o bloqueio a Cuba é uma vergonha para o modelo econômico mundial e enquanto existir não se pode falar em mudança no mundo.

mem / lma / ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.