7 de December de 2021

NOTICIAS

Homenagem no Uruguai a orto protestistas de Cuba

Homenagem no Uruguai a orto protestistas de Cuba

Montevidéu, 20 out (Prensa Latina) Os uruguaios de várias organizações se despediram hoje com calorosos votos dos dois últimos orto protestistas cubanos que aqui escreveram 13 anos de uma reconhecida história de colaboração que deixou marcas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A deputada da Frente Ampla Ana Olivera disse que é um ato de justiça homenagear os especialistas Michel Hernández e Jorge Luis Rosa, a todos os seus compatriotas que contribuíram para melhorar a qualidade de vida dos uruguaios mutilados com mais de mil próteses.

Olivera relembrou o acordo firmado com Cuba em 2008, patrocinado pelo então presidente Tabaré Vázquez, e que os uruguaios foram para Cuba treinar e foi feita abertura de uma oficina para construir e consertar aparelhos.

‘Faz-nos bem pensar em tudo o que recebemos de Cuba’, frisou emocionado ao criticar que depois que a Frente Ampla deixou de estar no governo se colocam dificuldades em meio a uma campanha mentirosa contra esse país caribenho.

Ángel Umpiérrez, um dos beneficiários do programa de reabilitação, agradeceu em poucas palavras a todos os profissionais cubanos que o tornaram possível.

O chefe da Brigada Médica Oftalmológica, Dr. José Hernández, evocou a chegada de Fidel Castro ao Uruguai em 3 de maio de 1959 e foi ao departamento de Tacuarembó onde conversou com refugiados de áreas afetadas pelas enchentes e doou 20 mil dólares, ‘a primeira ação do governo revolucionário a um país vítima de um desastre’.

Hernández destacou o princípio da solidariedade internacional do sistema público de saúde e seu fundamento ético, profundamente humanista, e agradeceu aos presentes por tudo que colaboraram com Cuba em meio à complexa situação atual de Covid-19.

Este evento, por iniciativa do Comitê Uruguaio Antiimperialista de Solidariedade com Cuba e os Povos do Mundo, contou com a adesão da central sindical PIT-CNT, a Frente Ampla, a Federação das Cooperativas de Moradia para Ajuda Mútua e a Federação de Estudantes Universitários.

Também estiveram presentes a Associação de Médicos formados pela Escola Latino-Americana de Medicina, Mundo Afro e a Rede de Intelectuais e Artistas em Defesa da Humanidade (REDH) – Capítulo Uruguai.

Canções de Virginia Brindis de Salas, filha do violinista cubano do século (1852-1911), na interpretação da pesquisadora Patricia Robaina, selaram a amistosa atividade na sala de teatro do sindicato bancário.

oda/hr/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.