8 de December de 2021

NOTICIAS

Câncer de mama, um dos mais frequentes na América

Câncer de mama, um dos mais frequentes na América

Washington, 19 out (Prensa Latina) O câncer de mama causa cerca de 100.000 mortes a cada ano na América, então a convocação hoje é para a detecção precoce, por ocasião do Dia Mundial de Combate a esta doença.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo dados da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), essa doença representa 16% de todos os cânceres femininos, enquanto mais de 462 mil mulheres foram diagnosticadas com ela na região.

Cada 19 de outubro o mundo comemora o dia da luta contra o câncer da mama, uma data que visa sensibilizar e educar as pessoas sobre a importância de ter um exame de mama regular, a fim de detectar quaisquer sinais ou anomalias.

Também pretende ser um lembrete do compromisso da sociedade contra esse mal.

Um relatório recente da OPAS afirma que a maioria das mulheres detectadas com câncer de mama em estágios iniciais (I e II) tem um bom prognóstico de sobrevida de até cinco anos em 80 e 90 por cento dos casos, se receberem tratamento.

No entanto, o texto indica que em muitos dos países da América Latina e do Caribe, as mulheres são diagnosticadas com esta doença em estágios avançados.

‘O desafio para reduzir a mortalidade por câncer de mama, especialmente em locais com recursos limitados, é implementar e manter programas de educação e detecção precoce, com acesso oportuno ao tratamento adequado e eliminação de barreiras ao atendimento médico’, destaca a organização.

Estima-se que uma em cada oito mulheres terá câncer de mama ao longo da vida e esse é o principal motivo pelo qual devem ter seus seios avaliados regularmente.

Essa enfermidade é um tumor que se forma nas células e estruturas das glândulas dos tecidos mamários e pode ser classificado em dois tipos: o carcinoma ductal in situ, que se desenvolve dentro dos ductos que servem para transportar o colostro.

Também existe o carcinoma lobular in situ, que ocorre em um lóbulo da mama, local onde o leite materno é produzido.

Este tipo de tumor é considerado pré-maligno porque as mulheres que o sofrem têm maior tendência a desenvolver metástases por todo o corpo.

A OPAS chama atenção para os sintomas mais frequentes da doença, como a presença de um caroço ou nódulo na mama e o aumento excessivo de linfonodos, muito próximos à axila, ou alterações na cor, tamanho ou textura das mamas.

Também pode aparecer vermelhidão da pele, principalmente perto da aréola do mamilo, formação de rugas na pele, secreção do mamilo e descamação da mama, bem como dor ou desconforto nessa área, perda de peso e inchaço na região dos braços.

npg / cdg / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.