28 de November de 2021

NOTICIAS

Condenação do bloqueio dos EUA dá o tom aos cubanos no Panamá

Condenação do bloqueio dos EUA dá o tom aos cubanos no Panamá

Panamá, 18 out (Prensa Latina) O amor, a unidade, o compromisso e a condenação ao 'implacável' bloqueio econômico, comercial e financeiro do governo dos Estados Unidos contra Cuba determinam hoje as diretrizes da Associação Martiana de Moradores Cubanos do Panamá (Amcrp).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em nota divulgada na véspera, durante o décimo encontro, o grupo deixou claro o dever de defender as conquistas sociais da ilha, onde quer que se encontrem, e de censurar as sanções que vêm sendo impostas à família há mais de 60 anos.

‘Denunciamos que o bloqueio atenta contra os direitos humanos mais elementares do povo cubano e restringe o direito dos cidadãos e dos países do mundo à sua livre determinação de negociar com Cuba’, refere o texto.

Por esta razão, o Amcrp exorta todos os governos, organizações sociais, políticas e religiosas a se manifestarem contra em cada evento, fórum ou espaço que seja apropriado.

Assegura que o restabelecimento em 2015 das relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos, fato que todos descreveram como positivo, hoje está cada vez mais obscurecido pelas manobras injustificadas e mal intencionadas da atual administração da Casa Branca, que tenta para agradar à ala mais reacionária da ‘máfia anticubana’.

O texto também rejeita as manifestações de ódio e violência de certos setores da comunidade cubana no exterior, que enfrenta a Amcrp no Panamá, bem como ‘a política de linchamento midiático contra expoentes da cultura’ ou conterrâneos que ‘não ceda ao discurso de ódio ‘.

Da mesma forma, desaprova os apelos a intervenções ‘humanitárias’ e interferências nos assuntos internos da nação caribenha; pelo contrário, ‘continuaremos pedindo amor, solidariedade e não bombas e invasões’.

A Amcrp apoia o atual processo de diálogo entre o Governo da Ilha e todos os setores da sociedade, a fim de garantir um clima de paz e gerar ideias que contribuam para a realização ‘da nação soberana, da justiça social, solidária e próspera que aspiramos’.

Entre as atividades desenvolvidas pelo grupo em 2021, destacam-se a incorporação à campanha global Puentes de Amor, surgida nos Estados Unidos, e a realização de diversas caravanas de automóveis pelas avenidas centrais desta capital para exigir a cessação do regime financeiro, econômico e o cerco comercial dos EUA se destacam.

Da mesma forma, os antilhanos residentes no istmo se uniram na arrecadação de fundos para a compra de seringas e outros suprimentos médicos para os centros de saúde cubanos, empenhados no combate à pior crise de saúde que a humanidade pode recordar no século passado devido ao Covid-19.

As doações somaram 9 milhões de kits de seringas e 20 mil doses de medicamentos, principalmente antibióticos, entre outros materiais e acessórios como batas, gorros, luvas, bolsas de diálise, máscaras e testes rápidos de antígenos.

acl / npg / ls/gdc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.