1 de December de 2021

NOTICIAS

Presidente cubano recorda discurso A História Me Absolverá

Presidente cubano recorda discurso A História Me Absolverá

Havana, 16 out (Prensa Latina) O presidente cubano Miguel Díaz-Canel lembrou hoje o apelo de autodefesa A História Me Absolverá, 68 anos após seu pronunciamento pelo líder histórico Fidel Castro e a apresentação do programa da Revolução.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

‘Faz 68 anos desde um marco histórico: #Fidel pronuncia seu apelo de autodefesa A História me absolverá’, escreveu o líder cubano em sua conta no Twitter.

O chefe de Estado também destacou que o Programa Moncada, enunciado no discurso daquele dia durante o julgamento dos assaltantes do quartel de Moncada e Carlos Manuel de Céspedes, constitui ‘um guia inesgotável para a Revolução Cubana’.

Em 16 de outubro de 1953, o jovem graduado em direito civil Fidel Castro assumiu sua própria defesa e apontou no documento histórico os problemas fundamentais de Cuba da época, bem como denunciou o golpe de Estado de Fulgencio Batista em 1952.

O líder histórico encontrou nas questões de terra, industrialização, moradia, desemprego, educação e saúde os desafios fundamentais enfrentados por seu país, e concentrou seu futuro programa governamental neles.

Em A História Me Absolverá, Fidel Castro condenou o fato de que 85% dos pequenos agricultores pagavam aluguel e sofriam a ameaça perene de despejo, que metade das melhores terras estava nas mãos de empresas estrangeiras e que uma grande proporção da população cubana era analfabeta.

Além disso, ele enfatizou que 400.000 famílias rurais e urbanas viviam em condições superlotadas e quase dois milhões e meio da população urbana tinham que pagar altos aluguéis pelas casas que ocupavam.

Entre as primeiras ações da Revolução Cubana após seu triunfo em 1 de janeiro de 1959, estava a assinatura da Primeira Lei de Reforma Agrária, que fixou em 30 caballerias (402 hectares) a quantidade máxima de terra que uma pessoa poderia possuir e deu título de propriedade às pessoas que a trabalhavam.

Outra de suas ações foi a Campanha de Alfabetização, que em 1961 fez de Cuba o primeiro país da América Latina a se livrar do flagelo do analfabetismo.

rgh/lrg/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.