29 de November de 2021

NOTICIAS

Pré-candidato presidencial propõe reforma agrária na Colômbia

Pré-candidato presidencial propõe reforma agrária na Colômbia

Bogotá, 16 out (Prensa Latina) O senador colombiano Gustavo Petro, pré-candidato presidencial do Pacto Histórico, disse hoje que, para ser moderno, industrializado e pacífico, o país precisa de uma reforma agrária.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Através de sua conta no Twitter, ele disse que a transformação que a Colômbia precisa deve transformar a terra fértil em um instrumento de produção e transformar o país em uma potência agro-industrial.

Além disso, disse ele, a reforma agrária tiraria a pressão econômica e comercial da fronteira agrícola, que não deveria ser mais expandida porque destrói as florestas, o páramo e as águas.

A defesa da floresta tropical amazônica é vital para a humanidade em tempos de mudança climática, ele enfatizou.

Se a terra fértil se torna um instrumento de produção democratizada, o campesinato se torna mais rico, o mercado interno aumenta e a industrialização se torna possível, o que é fundamental para a construção da democracia e da paz, disse ele.

Em sua opinião, ‘o pensamento de extrema-direita, porta-voz dos interesses dos lavadores de dólar da cocaína que se apropriaram da terra, expropriando o campesinato pelo sangue e pelo fogo, usa a imprensa para apontar estas ideias como perigosas e populistas’.

Petro se referiu neste sentido, ao tratamento dado por alguns meios de comunicação a uma ideia apresentada sobre a expropriação de terras improdutivas.

‘Ter terras férteis improdutivas não é capitalista, é feudal, pré-moderno’. Esta pré-modernidade explica a enorme desigualdade social e a violência permanente da Colômbia. É por isso que é fundamental uma reforma agrária que democratize e torne produtiva a terra fértil’, frisou ele.

Ele apontou que isto se refere a 22 milhões de hectares de terra fértil, dos quais apenas seis milhões de hectares são utilizados para a produção.

Se os 16 milhões de hectares nas mãos de proprietários de terras improdutivas fossem cultivados para alimentação, teríamos dois milhões de empregos agrícolas adicionais, ressaltou Petro.

rgh/otf/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.