6 de December de 2021

NOTICIAS

Hezbollah libanês se esquiva da provocação para ir à guerra

Hezbollah libanês se esquiva da provocação para ir à guerra

Beirute, 16 out (Prensa Latina) O chefe do Conselho Executivo de Hezbollah no Líbano, Hashem Safieddine, ratificou que a Resistência evitará provocações para ir a um conflito armado civil, enfatizou hoje o canal Al Manar.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

No funeral dos membros do movimento que foram mortos numa emboscada na quinta-feira, Safieddine disse que o Partido de Deus não seria atraído para o uso de armas dentro do país.

Sete pessoas foram mortas e outras 60 ficaram feridas por tiros de telhados na localidade de Tayunet, na capital, enquanto se preparavam para protestar contra o juiz que investigou a explosão do porto de Beirute no ano passado.

Segundo Safieddine, a emboscada foi realizada por milícias pertencentes ao partido das Forças Cristãs Libanesas, que tentaram reavivar o espectro da guerra civil de 1975-1990.

‘Porque eles sabem que não queremos conflitos civis, eles ousaram fazer isso’, disse ele, salientando que a Resistência não cairia na armadilha de responder com armas.

No entanto, ele enfatizou, o derramamento de sangue não será em vão.

O líder do Partido de Deus denunciou que as Forças Libanesas respondem aos interesses dos Estados Unidos com o objetivo de infamar o Hezbollah, para o qual também recebe financiamento de países árabes.

msm/arc/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.