17 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Assassinato de venezuelanos intensifica tensões com a Colômbia

Assassinato de venezuelanos intensifica tensões com a Colômbia

Caracas, 16 out (Prensa Latina) As tensões entre a Colômbia e a Venezuela chegaram ao auge esta semana, após o assassinato de dois jovens deste país sul-americano em Nova Granada.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O Procurador Geral da República, Tarek William Saab, denunciou que este é o resultado de violência estrutural e sistemática contra cidadãos venezuelanos no país vizinho, como resultado de políticas discriminatórias.

Em uma entrevista coletiva na sede do Ministério Público, ele reiterou seu chamado às autoridades colombianas para explicar o assassinato ocorrido em 9 de outubro no centro da cidade de Tibú, no departamento de Norte de Santander.

As vítimas foram detidas após serem acusadas de roubar uma mercearia, amarradas e coladas enquanto um homem da comunidade era visto com a intenção de entregá-las à polícia ‘para que não parecessem mortas na estrada’, disse Saab.

Posteriormente, homens armados chegaram ao local e levaram os menores, que foram encontrados horas depois executados na estrada que leva ao município de El Tarra, acrescentou ele.

Dada a gravidade desses atos, o ministro venezuelano das Relações Exteriores, Félix Plasencia, exigiu que as Nações Unidas (ONU) realizassem uma investigação minuciosa e que fosse feita justiça.

Em uma mensagem publicada em sua conta no Twitter, dirigida ao Secretário Geral da ONU, António Guterres, e à Alta Comissária de Direitos Humanos, Michelle Bachelet, Plasencia advertiu sobre o ‘contexto xenófobo’ patrocinado pelo governo de Iván Duque contra os migrantes venezuelanos.

Por sua vez, a Assembleia Nacional venezuelana condenou o assassinato e as ações destinadas a promover o ódio contra os migrantes.

No dia anterior, foi criada uma comissão parlamentar especial para investigar esta e outras ações violentas contra cidadãos venezuelanos em países das Américas, presidida principalmente pelo Deputado Julio Chávez.

O governo também anunciou que denunciará Duque perante o Tribunal Penal Internacional (TPI) por crimes de perseguição e violência sistemática contra migrantes daquela nação.

‘A Venezuela levará Iván Duque ao ICC pelo crime de extermínio e perseguição contemplado no Estatuto de Roma, (…) pelo assassinato de nossos migrantes, que se tornou uma política sistemática e maciça contra nossos nacionais’, disse a vice-presidente Delcy Rodríguez.

De acordo com dados do Departamento de Medicina Legal da Colômbia, só em 2021, um total de 360 pessoas do país vizinho sofreram mortes violentas no país.

Dados de organizações não governamentais, citados pelas autoridades de Caracas, mostram que mais de dois mil migrantes venezuelanos foram assassinados na Colômbia desde 2017.

msm/ycv/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.