28 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Evocam em Cuba o 135ú aniversário da abolição da escravatura

Evocam em Cuba o 135ú aniversário da abolição da escravatura

Matanzas, 15 out (Prensa Latina) Um colóquio comemorou hoje o 135ú aniversário da abolição da escravatura em Cuba no Museu da Rota do Escravo no Castelo de San Severino nesta cidade, a capital da província de mesmo nome.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O painel ‘Escravidão e Resiliência’ contou com prestigiados palestrantes como Miguel Barnet, poeta, narrador, ensaísta e etnólogo; Pedro de la Hoz, presidente da Comissão Aponte da União de Escritores e Artistas; e Alberto Granados, diretor da Casa África da capital.

Barnet foi descrito como um holocausto da humanidade e uma enorme tragédia, o tráfico de pessoas do continente africano para o continente americano e o Caribe onde, disse, trouxeram cultura, tradições, costumes e contribuíram para o desenvolvimento econômico local.

Destacou que nos anos 90 surgiu um projeto da Unesco para estabelecer a Rota do Escravo, e a decisão de incluir nesta iniciativa o forte cubano San Severino, que fazia parte do cinturão defensivo de Matanzas contra os ataques marítimos.

‘O africano nos deu uma cultura diferente e uma visão diferente e contribuiu para formar nossa identidade’, enfatizou, e expressou a importância de Matanzas devido à grande força de trabalho nas plantações e ao número de engenhos de açúcar que produzem açúcar.

Em San Severino, destacou, respiramos amor, cultura e liberdade, e isso honra historiadores, antropólogos, escritores, intelectuais, cientistas e, ‘acima de tudo, aquelas pessoas que vieram a Cuba acorrentadas’.

De la Hoz e Granados falaram para explicar os projetos em que suas respectivas organizações estão trabalhando, especialmente a primeira sobre o enfrentamento da ilha com o racismo e as manifestações de preconceito racial.

Falando ao Prensa Latina, Antonio Herrada, diretor da Unesco para a América Latina e o Caribe, disse que dentro dos programas culturais da organização, o Museu da Rota do Escravo é de grande importância para a área.

O distrito ocidental de Matanzas foi construído no século XIX como um empório do açúcar nesta nação caribenha, e foi o cenário naquele século de grandes revoltas de escravos contra seus senhores.

Na sexta-feira, foi inaugurada a primeira etapa de uma futura Sala de Interpretação da Escravatura, programada para o próximo ano, que incluirá material informativo, objetos de museu e jogos educativos, entre outras opções.

mem/wap/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.