1 de December de 2021

NOTICIAS

Retorno gradual à normalidade em Cuba exige responsabilidade

Retorno gradual à normalidade em Cuba exige responsabilidade

Havana, 11 out (Prensa Latina) Autoridades cubanas alertaram sobre a necessidade de manter a responsabilidade e o cumprimento das normas sanitárias para prevenir o Covid-19, hoje em que o país está gradativamente voltando à normalidade.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Num cenário em que os números de infecções mostram tendência decrescente, à medida que avança a vacinação, o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel; o Primeiro-Ministro, Manuel Marrero, e o Ministro da Saúde, José Ángel Portal, insistem na importância de continuar a melhorar estes indicadores.

Durante os últimos 15 dias, a nação caribenha confirmou 74.569 pessoas com a doença e todas as províncias tiveram queda nas taxas de incidência por 100 mil habitantes, elementos favoráveis ​​aos quais apelam para não voltar, antes do próximo retorno massivo às salas de aula e abertura ao turismo.

‘O reinício das aulas presenciais e o relaxamento das medidas de controle da Covid-19 em várias províncias não significa que o perigo tenha passado. Significa que os desafios aumentam’, comentou recentemente o presidente em sua conta no Twitter.

Evitar o excesso de confiança é a reiterada exortação nas reuniões de acompanhamento ao comportamento da epidemia em Cuba, pois é fácil se deixar levar por resultados positivos como a diminuição dos casos ativos, que no último sábado girou em torno de 18 mil, enquanto 10 dias atrás, eles ultrapassavam 28 mil.

A ilha das Antilhas conseguiu a recuperação de 97% do número total de pessoas que sofreram de Covid-19, no entanto, territórios como Pinar del Río (oeste), Sancti Spíritus, Camagüey (centro), Holguín e Las Tunas (leste) mantiveram um quadro epidemiológico complexo.

Parte das ações para deter o avanço do SARS-CoV-2, causador da doença, e proteger a população, é a campanha de imunização com as vacinas nacionais Abdala, Soberana 02 e Soberana Plus, que no final do dia 8 de outubro acumulavam mais de 22.667.000 doses administradas.

Esses números confirmam que 54,7% dos cubanos já completaram seu esquema de vacinação, enquanto cerca de 9.600.000 receberam pelo menos uma injeção.

Os dados incluem a população pediátrica, de 2 a 18 anos, e a convalescente, único país que realiza uma estratégia de imunização em massa com os dois grupos.

acl / kmg / ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.