8 de December de 2021

NOTICIAS

ONU repudia assassinato de dois menores na Colômbia

ONU repudia assassinato de dois menores na Colômbia

Bogotá, 11 out (Prensa Latina) A Organização das Nações Unidas (ONU) condenou o assassinato de um menino de 12 anos e de um jovem, ambos de origem venezuelana, no município de Tibú, departamento de Norte de Santander, fato que chocou a Colômbia hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Condenamos o assassinato de um menino de 12 anos ontem em Tibú, Norte de Santander, expressamos condolências à sua família e instamos as autoridades a investigar estes eventos. Exigimos respeito pela vida e proteção dos menores, ressaltou a ONU Colômbia.

De acordo com várias fontes, os jovens foram mortos a tiros na estrada para El Tarra, onde supostamente foram pegos por algumas pessoas roubando de um estabelecimento daquela cidade em Catatumbo.

De acordo com um vídeo, os lojistas os seguraram, amarraram as mãos com fita adesiva e até colocaram uma placa no menor com a inscrição ‘ladrão’ até que homens armados em motocicletas os levaram, e horas depois, os corpos foram encontrados deitados numa estrada.

A polícia prometeu uma recompensa de 100 milhões de pesos colombianos (cerca de 27.000 dólares) para quem oferecer informações sobre os responsáveis pelo crime, ainda não identificados.

O senador Gustavo Petro da Colômbia Humana exigiu que o Procurador Geral da Nação capture imediatamente os assassinos dessas crianças, assim como os assassinos dos jovens que protestavam legitimamente neste país.

‘Pare de ser um instrumento do genocídio de Herodes, pare o paramilitarismo’, enfatizou Petro em sua conta no Twitter.

Da mesma forma, Casandro Martell, um usuário desta rede social, destacou que ‘foram encontrados assassinados com as mesmas amarras que lhes foram colocadas na loja que roubaram’. Este cara assumiu a responsabilidade de entregá-los à polícia. Já se passaram várias horas e a polícia e o Ministério Público não estão fazendo nada. Esta é a repetição paramilitar do que (Álvaro) Uribe ensinou’.

A presidente do Movimiento Alternativo Indígena y Social, Martha Peralta Epieyú, lembrou que o presidente do país, Iván Duque, quando estava na trilha de campanha disse naquela cidade que seu governo recuperaria ‘o valor da palavra do Estado’.

Hoje o assassinato de duas crianças não mereceu sequer um tweet de @IvanDuque ou @infopresidencia. Institucionalismo no chão. Paramilitarismo comandando. Que dor Colômbia!, denunciou.

rgh/otf/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.