2 de December de 2021

NOTICIAS

Presidente de Cuba relembra legado de Ernesto (Che) Guevara

Presidente de Cuba relembra legado de Ernesto (Che) Guevara

Havana, 8 de out (Prensa Latina) O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, lembrou hoje a herança do revolucionário Ernesto (Che) Guevara, no 54ú aniversário de sua captura e posterior assassinato na Bolívia.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o presidente compartilhou algumas frases do pensamento da chamada Guerrilha Heróica, que remetem à importância da juventude, da ciência e do socialismo.

‘O futuro do país está diretamente ligado ao desenvolvimento da ciência e da tecnologia. Jamais poderemos andar com os próprios pés, enquanto não tivermos tecnologia avançada, baseada na nossa própria técnica, na nossa própria ciência, ‘ subscreveu o chefe de estado.

Outra das frases icônicas de ‘Che’ lembrada por Díaz-Canel foi: ‘Sejamos o pesadelo de quem tenta tirar nossos sonhos’.

Da mesma forma, disse: ‘O argila fundamental do nosso trabalho é a juventude: nela depositamos nossa esperança e a preparamos para tirar a bandeira de nossas mãos’.

Além disso, o presidente evocou a expressão ‘Nós socialistas somos mais livres porque somos mais plenos; somos mais plenos porque somos mais livres (…) Nosso sacrifício é consciente; uma taxa para pagar pela liberdade que construímos’, uma mensagem que acompanhada da hashtag #CheVive.

O médico Ernesto Guevara desembarcou em Cuba junto com o líder revolucionário Fidel Castro e 80 outros expedicionários do iate Granma em 1956 para iniciar a guerrilha contra a ditadura de Fulgencio Batista (1952-1959).

Após o triunfo de 1ú de janeiro de 1959, foi presidente do Banco Nacional e Ministro da Indústria.

Guevara foi um dos fundadores da Agência Latino-americana de Informação Prensa Latina em um momento em que o país caribenho precisava se defender das campanhas na mídia contra a nascente Revolução.

Entre 1965 e 1967 o guerrilheiro argentino-cubano lutou no Congo e na Bolívia, neste último país foi capturado e assassinado pelo Exército, a mando da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos.

mgt / cgc / mmd

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.