1 de December de 2021

NOTICIAS

Egito apela à unidade africana para combater o terrorismo

Egito apela à unidade africana para combater o terrorismo

Cairo, 1 out (Prensa Latina) O Ministro das Relações Exteriores egípcio Sameh Shoukry apelou à unidade africana para enfrentar o terrorismo e o extremismo, flagelos que hoje mantêm muitos países do continente sob controle.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A experiência tem mostrado que o crime organizado e os grupos terroristas não conhecem fronteiras e podem rapidamente se expandir, advertiu Shoukry durante uma reunião virtual do Conselho de Paz e Segurança da União Africana na Líbia.

De acordo com uma declaração do Ministério das Relações Exteriores egípcio, Shoukry salientou que este flagelo é particularmente virulento no Sahel, no Saara e na África Central.

Ele apelou para a promoção de iniciativas continentais e internacionais para apoiar os países afetados por esta situação.

Sobre a questão líbia, o Ministro das Relações Exteriores reiterou o apelo de seu país para a evacuação total das forças estrangeiras e mercenários destacados para lá.

A presença militar estrangeira contínua no território vizinho cria um ambiente instável que fornece terreno fértil para o terrorismo e o extremismo, disse ele.

A Líbia está em uma espiral de violência desde a queda de Muammar al-Gaddafi em 2011, após uma guerra diretamente apoiada por vários membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte, incluindo os Estados Unidos, a França e o Reino Unido.

A tensão aumentou em 2014 quando as tropas do Marechal Khalifa Haftar, chefe de fato do governo paralelo estabelecido na cidade ocidental de Tobruk, tentaram ocupar a capital, a sede das autoridades então reconhecidas pela comunidade internacional.

Em meio a esta situação, a Turquia enviou milhares de mercenários sírios para enfrentar as tropas de Haftar no início do ano passado, o que mudou o equilíbrio de poder.

Sob os auspícios da ONU, 75 delegados líbios representando várias facções e territórios elegeram um governo de transição em fevereiro passado para liderar a nação árabe até a realização de eleições em 24 de dezembro.

jcm/rob/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.