29 de November de 2021

NOTICIAS

Rússia registrou mais de 900 ciberataques contra sistema eleitoral

Rússia registrou mais de 900 ciberataques contra sistema eleitoral

Moscou, 29 set (Prensa Latina) O secretário do Conselho de Segurança russo, Nikolai Patrushev, denunciou hoje que durante a votação para a Duma (Câmara Baixa do Parlamento) o país recebeu mais de 900 ciberataques contra seu sistema eleitoral.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Falando em uma reunião de segurança nacional na cidade de Yuzhno-Sakhalinsk, no Extremo Oriente, Patrushev disse que este número de ataques cibernéticos ocorreu somente entre 17 e 19 de setembro, os dias das eleições legislativas.

Explicou que eles tinham como objetivo interromper o funcionamento do sistema de votação eletrônica remota e introduzir malware, informou a agência de notícias TASS.

‘Vários foram de natureza provocatória, usando a falsificação do endereço da fonte do ataque’, disse ele.

O funcionário disse que a nova estratégia de segurança nacional, aprovada em julho pelo presidente russo Vladimir Putin, inclui o desenvolvimento de um espaço de informação seguro.

Enfatizou que as prioridades estratégicas também incluem a proteção da sociedade contra ataques cibernéticos, levando em conta, disse ele, a deterioração significativa do espaço de informação nos últimos anos.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Digital, cerca da metade dos ciberataques durante as eleições vieram dos Estados Unidos.

A presidente da Comissão Eleitoral Central, Ella Pamfilova, disse nos últimos dias que nos dias de votação o departamento de TI da CEC enfrentou ciberataques ‘sem precedentes’, o que dificultou seu trabalho.

ga/mml/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.