19 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Uruguai vive tensão sob questionamento da legislação governamenta

Uruguai vive tensão sob questionamento da legislação governamenta

Montevidéu, 25 set (Prensa Latina) Abusos penitenciários e defesa de empresas públicas convergiram esta semana no Uruguai sob o denominador comum da Lei de Consideração Urgente (LUC), contestada hoje por organizações sociais.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O escandaloso caso de um preso sequestrado por terceiros em uma prisão e submetido a extorsão, tortura e tratamento degradante por 60 dias sem a intervenção das autoridades continuou em destaque devido às suas repercussões.

Depois de saber do ocorrido, o comissário parlamentar do sistema penitenciário, Juan Miguel Petit, apresentou a denúncia correspondente, solicitou uma reunião com o Ministro do Interior, Luis Carlos Hebe, e chamou os poderes do Estado para enfrentar o que qualificou de ‘ grave problema estrutural ‘.

O Partido Socialista do Uruguai (PS) argumentou que a LUC agravou a situação carcerária no país, sob forte crítica por violações de direitos humanos.

Para o PS, a LUC contribui, por sua vez, para a saturação do sistema prisional e, portanto, para a violência institucional sistemática a que é submetida a população privada de liberdade, que encontra o confinamento implacável como primeira e única solução. ‘

Levantamento da consultoria Nómade abriu uma cortina social com o resultado de que para seis em cada dez uruguaios as maiores preocupações são o desemprego e a pobreza, 36 e 21%, respectivamente.

Estes números coincidem com a taxa atual de 10,4% de desempregados, o que significa 184 mil pessoas nesta situação numa população economicamente ativa de cerca de 700 mil, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Questionados pela LUC por implementar um programa conservador de restauração neoliberal, seus detratores alertaram para a ameaça que paira sobre as empresas públicas.

O Sindicato Único da Construção Civil do Uruguai (Sunca) declarou-se em ‘situação de alerta’ ante a privatização da fábrica estatal de cimento Portland e manifestou seu envolvimento com ‘a defesa das empresas públicas como locomotiva do desenvolvimento produtivo nacional. ‘

Por outro lado, o presidente do sindicato uruguaio de telecomunicações (Sutel), Gabriel Molina, denunciou ‘uma clara manobra política’ contra a empresa Antel em uma auditoria ordenada por sua atual direção para a inauguração em 2019 do complexo cultural Arena.

A Frente Ampla denunciou ‘uma clara intenção de desviar as atenções num momento em que os cidadãos estão atentos aos problemas da concessão portuária, aos motivos da demissão do ex-Ministro do Turismo e às situações ocorridas com a população privada de liberdade que são responsabilidade do atual governo de coalizão. ‘

Durante a semana, foi lançada uma comissão parlamentar de investigação sobre irregularidades e supostos crimes cometidos pelo deposto Ministro do Turismo, pertencente ao governante Partido Colorado, contra quem a bancada de deputados da Frente Amplio apresentou queixa formal ao Ministério Público.

msm / hr /ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.