3 de December de 2021

NOTICIAS

Presidente de Cuba lamenta a morte da ativista Magali Llort

Presidente de Cuba lamenta a morte da ativista Magali Llort

Havana, 24 set (Prensa Latina) O presidente cubano Miguel Díaz-Canel lamentou hoje a morte da ativista Magali Llort, que lutou pelo retorno dos cinco antiterroristas cubanos que foram injustamente presos nas prisões americanas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em seu relato no Twitter, o presidente disse que a nação antilhana se despede ‘com profundo pesar’ da mãe de um desses heróis e atual presidente do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP), Fernando González Llort.

Os cinco anti-terroristas cubanos foram presos por mais de 15 anos na nação norte-americana por terem alertado sobre as ações violentas planejadas a partir dali contra seu país.

Durante este período, Magali Llort uniu-se ativamente às mães e esposas de René González, Antonio Guerrero, Ramón Labañino e Gerardo Hernández na campanha para sua libertação.

Trabalhou anteriormente no Banco Nacional e na Unión de Empresas Constructoras del Caribe.

Membro da Assembleia Nacional do Poder Popular, ela recebeu a Ordem Mariana Grajales e a Medalha 23 de agosto, concedida pela Federação das Mulheres Cubanas.

Na véspera de sua morte, várias mensagens foram enviadas a seu filho, sua família e ao povo cubano, enquanto o ICAP prestava homenagem a sua trajetória revolucionária.

jcm/ ool/lrg/bm/gdc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.