5 de December de 2021

NOTICIAS

Mais exigências na ONU contra o bloqueio dos EUA a Cuba

Mais exigências na ONU contra o bloqueio dos EUA a Cuba

Nações Unidas, 23 set (Prensa Latina) Mais reivindicações contra o bloqueio dos EUA a Cuba foram ouvidas hoje na Assembleia Geral da ONU como parte dos discursos dos líderes mundiais que participaram do debate de alto nível.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O presidente sul-africano Cyril Ramaphosa expressou a solidariedade do seu país com o povo cubano e pediu o levantamento do bloqueio americano, que causou danos incalculáveis à economia e à população da ilha caribenha, afirmou.

Por sua vez, o presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, disse em seu discurso no plenário da ONU que a normalização das relações entre Cuba e os Estados Unidos ‘teria um impacto benéfico na paz no hemisfério e maior prosperidade para todos’.

O Presidente do Conselho de Ministros de Burkina Faso, Roch Marc Christian Kaboré, recordou que o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos durante mais de 60 anos foi amplamente rejeitado pela Assembleia Geral de 23 de Junho.

Esta resolução, que se junta a outras 29 adotadas desde 1992, sublinha a necessidade de pôr fim a este bloqueio, cujas consequências socioeconômicas e sanitárias já desastrosas foram agravadas pela pandemia de Covid-19, sublinhou.

Burkina Faso aprecia a resiliência do povo cubano e espera que o bloqueio seja levantado para o bem do povo cubano, sublinhou na sua alocução à Assembleia Geral.

O presidente da Namíbia, Hage Geingob, apelou ao presidente dos EUA, Joe Biden, que era membro da administração que procurava uma aproximação entre Washington e Havana, para reavivar o espírito de respeito e paz entre os dois países.

Ele também se referiu às resoluções unânimes adotadas pela Assembleia Geral da ONU pedindo o fim do bloqueio dos EUA.

‘O povo de Cuba merece perseguir suas aspirações de desenvolvimento e liberdade econômica’, destacou.

Na véspera, o presidente vietnamita Nguyen Xuan Phuc disse que queria usar seu discurso no plenário da 76ª sessão da Assembleia Geral para reafirmar a solidariedade de seu país com o povo cubano.

Ele também apelou para o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro ilegal contra a ilha.

Durante a pandemia de Covid-19, as restrições do bloqueio norte-americano foram reforçadas com medidas coercivas unilaterais que tiveram impacto na capacidade de Cuba para lidar com a emergência sanitária, como o governo tem denunciado repetidamente.

Durante seus quatro anos de mandato, o ex-presidente americano Donald Trump aplicou 243 novas medidas e sanções contra a ilha, e reforçou os mecanismos do bloqueio. Até à data, Biden tem aplicado a mesma política na sua totalidade.

mem/ifb/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.