29 de November de 2021

NOTICIAS

Cuba reafirmou na ONU rejeição à apologia do ódio e da intolerância

Cuba reafirmou na ONU rejeição à apologia do ódio e da intolerância

Nações Unidas, 22 set (Prensa Latina) O Ministro das Relações Exteriores cubano Bruno Rodríguez afirmou hoje que seu país rejeita a defesa do ódio e a promoção da intolerância, posição defendida na Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O ministro das Relações Exteriores disse em seu Twitter que a nação caribenha também é contra a xenofobia e ideias supremacistas baseadas na origem nacional, religiosa ou étnica.

Rodríguez participará da reunião de alto nível para comemorar o 20ú aniversário da Declaração de Durban e do Programa de Ação contra o Racismo, onde o presidente cubano Miguel Díaz-Canel falará virtualmente.

O Chefe de Estado tomará a palavra como parte da mesa redonda sobre estes documentos, que propõem medidas concretas contra estes flagelos.

Os textos foram adotados pelos países membros das Nações Unidas durante a Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e a Intolerância Correlata, realizada em Durban, África do Sul, de 31 de agosto a 8 de setembro de 2001.

A Declaração resume o compromisso derivado do diálogo global sobre a questão, enquanto que o Programa de Ação é um roteiro que ilustra como a comunidade internacional irá seguir e indica as ações a serem tomadas.

mgt/kmg/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.