2 de December de 2021

NOTICIAS

Eleições canadenses marcadas pela agressividade

Eleições canadenses marcadas pela agressividade

Ottawa, 20 set (Prensa Latina) O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, está colocando seu futuro político em jogo hoje em uma eleição antecipada marcada pela agressão e pelo vandalismo.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Os três principais partidos políticos que fizeram campanha: Liberais, Conservadores e Novos Democratas alegam que sofreram algum tipo de incidente no período que antecedeu as eleições de segunda-feira, de acordo com reportagens da mídia local.

Mesmo os operadores das diferentes forças políticas afirmam que esta foi a ‘campanha eleitoral mais desagradável que eles já viveram’.

Um dos eventos de maior destaque ocorreu no início deste mês, quando Trudeau foi apedrejado na cidade de Londres, Ontário, e recebeu ameaças de morte e insultos racistas em seus comícios de campanha.

No final de agosto em Cambridge, Ontário, os liberais tiveram que atrasar por uma hora a comparência do primeiro-ministro para falar sobre seu plano de mudança climática por causa da hostilidade dos manifestantes.

Banners com frases como ‘Quem se beneficia com o fechamento?’ e ‘Os Liberais arruinaram o país’ foram lidos, enquanto gritavam com ele a partir de um megafone adornado com o nome de InfoWars, um site dos Estados Unidos que abraça teorias da conspiração de extrema-direita.

O diretor da Rede Canadense Contra o Ódio, Evan Balgord, disse que esta era a pior campanha que ele havia visto na história recente da atividade de extrema-direita no país.

Ele disse que foi impulsionado em grande parte pela pandemia de Covid-19.

As últimas pesquisas mantêm as diferenças nas intenções de voto a um mínimo, o que impede que se façam previsões, embora antecipem resultados próximos.

Os Liberais e os Conservadores estão tecnicamente empatados, cada um com cerca de 32% dos votos, à frente do Novo Partido Democrata (NDP), com cerca de 20%.

No entanto, alguns observadores acreditam que o voto de punição para Trudeau está se aproximando, o que se traduziria em uma vitória para a líder conservadora Erin O’Toole.

Uma maioria parlamentar que lhe permitiria aprovar seu plano de recuperação econômica após os efeitos da pandemia de Covid-19 foi o objetivo proposto pelo chefe de governo quando convocou as eleições antecipadas de 20 de setembro em agosto.

Na época da dissolução, o governo liberal minoritário tinha 155 cadeiras na Câmara dos Comuns e Trudeau precisa de pelo menos mais 15 cadeiras se quiser legislar com uma maioria sem precisar do apoio da oposição.

Espera-se que cerca de 27 milhões de cidadãos votem nas eleições.

mem/dfm/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.