1 de December de 2021

NOTICIAS

Turismo médico visto como um impulsor de viagens

Turismo médico visto como um impulsor de viagens

Bruxelas, (Prensa Latina) A empresa de pesquisa europeia Zion considerou hoje o turismo médico como uma especialidade capaz de impulsionar as viagens e a recuperação do setor.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De acordo com os resultados do estudo de pesquisa de mercado de Zion, o cliente do turismo médico global foi responsável por US$102,60 bilhões em 2019, e está projetado para chegar a US$272,70 bilhões em 2027.

Em termos de volume, o mercado mundial de viagens médicas representava 24.045.080 pacientes em 2019, e está projetado para atingir 74.358.059 até 2027.

Além disso, a alteração dos padrões demográficos e dos perfis de doenças, juntamente com o aumento dos custos de tratamento, resultou em um aumento dos gastos com a saúde.

Eles especificam que este fator provavelmente se tornará um ponto focal para o crescimento do mercado do turismo médico na próxima década.

A necessidade de melhorar o acesso à saúde, aumentar a acessibilidade econômica e a qualidade do atendimento desencadeará o crescimento do mercado do turismo médico nos próximos anos.

De acordo com o relatório, nos Estados Unidos e no Canadá, os custos de saúde dispararam nas últimas duas décadas e, como resultado, as pessoas residentes nesses países estão viajando para países latino-americanos como o México ou países asiáticos como a Índia e a Tailândia para tratamento.

Embora a pandemia de Covid-19 tenha tido um impacto adverso nas atividades de turismo médico em 2020, agora está começando a se recuperar rapidamente, conclui o estudo.

rgh/rfc/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.