30 de November de 2021

NOTICIAS

Velas e girassóis para a padroeira de Cuba

Velas e girassóis para a padroeira de Cuba

Havana, 8 set (Prensa Latina) Em santuários ou casas, muitos cubanos hoje acenderão uma vela à Virgem da Caridade do Cobre em seu dia, Padroeira da ilha desde 1916 e imagem sagrada há mais de 400 anos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A cor amarela e os girassóis, tradicionalmente relacionados com esta virgem, também fazem parte da homenagem popular que surge em meio a uma complexa situação epidemiológica.

Segundo a tradição católica, em 1612 três buscadores de sal encontraram uma imagem da Virgem Maria na baía de Nipe (leste) que flutuava em uma placa onde se lia ‘Eu sou a Virgem da Caridade’.

‘E o fato de três ‘joões’ a terem encontrado, um branco, um negro e um espanhol, ou dois índios transculturados que já falavam a língua, indica que a Virgem é Cuba, que a barca é Cuba’, afirma o historiador de La Havana, Eusebio Leal (1942-2020).

O destacado etnólogo cubano Fernando Ortiz escreveu que ‘a Virgem Mambisa, como também é conhecida, acompanhou os da ilha, tanto em boas, como em más, desde a oração mais simples à celebração mais exaltada, do pedido mais íntimo à oração mais pública. ‘

De fato, a historiografia nacional mostra que o tenente-general Antonio Maceo, líder das forças de independência contra a Espanha, usava um escapulário com a imagem da Caridade do Cobre ao pescoço.

Segundo outras investigações, cerca de 200 generais, oficiais e militares cubanos que lutaram pela soberania da nação pediram à Igreja que a declarasse Padroeira da Ilha, o que foi concedido em 1916 pelo Papa Bento XV.

O presidente do país, Miguel Díaz-Canel, afirmou que a Virgem da Caridade do Cobre une os cubanos no sentimento nacional e na história.

Além do catolicismo, essa imagem é venerada nos cultos sincréticos afro-cubanos como Oxum, a deusa do amor e do dinheiro, dona das águas doces.

Por isso, centenas de fiéis vão todos os anos aos rios, igrejas ou habilitam um canto da casa com oferendas dedicadas à Caridade do Cobre.

Em seu principal Santuário de El Cobre (leste), há uma virgem de ouro sobre um altar de mármore e prata, diante do qual milhares de fiéis depositam objetos pessoais para pagar tributo ou cumprir promessas.

A respeito dos 400 anos desde a descoberta da imagem, a Conferência dos Bispos Católicos de Cuba organizou uma grande peregrinação da Virgem por quase 30 mil quilômetros de geografia nacional.

A homenagem foi concluída em dezembro de 2011 com a Missa celebrada pelo então Arcebispo de Havana, Cardeal Jaime Ortega, no centro histórico da cidade.

Desde 2014, uma imagem da Caridade do Cobre repousa nos Jardins do Vaticano.

Em 2015, durante sua visita a Cuba, o Papa Francisco entregou à Virgem um buquê de flores de prata no Santuário El Cobre, que acompanha a rosa dourada que o Sumo Pontífice Bento XVI ofereceu à Santa Padroeira da ilha em 2012.

ga/idm/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.