6 de December de 2021

NOTICIAS

Lula obteve vitória 18 na justiça do Brasil

Lula obteve vitória 18 na justiça do Brasil

Brasília, 7 set (Prensa Latina) A justiça do Distrito Federal (DF) arquivou a ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela entrega de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Social para obras em Angola.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A defesa do fundador do Partido dos Trabalhadores (PT) assegurou que tal decisão foi a 18ª vitória obtida para encerrar ações e investigações criminais na ausência de qualquer motivo de culpa e na apresentação de provas da inocência do ex-presidente.

Além disso, acrescentou, a declaração de nulidade dos quatro processos, contaminada pela suspeita de parcialidade do ex-desembargador Sérgio Moro e a incompetência da décima terceira Vara Federal da zona sul da cidade de Curitiba.

A nova determinação judicial levou em consideração as informações apresentadas por ex-executivos da construtora Odebrecht.

A decisão foi proferida pelo desembargador Frederico Botelho de Barros Viana, do décimo Tribunal Penal da Justiça Federal no DF.

No entanto, segundo o magistrado, o Ministério Público Federal pode apresentar uma nova denúncia (denúncia formal perante os tribunais) se ‘considerar cabível’.

Botelho de Barros Viana entendeu que as denúncias da ação penal baseavam-se em elementos da denúncia apresentada em decorrência das investigações da chamado PT quadrilha (suposto grupo formado para desviar dinheiro público da Petrobras e de outras empresas estatais). Por sua vez, esse grupo teria amparo material no caso denominado Guarujá triplex (suposto recebimento de propina da construtora OAS por meio da entrega do apartamento e reformas no imóvel).

No processo da quadrilha, a Justiça Federal absolveu Lula e outros ministros do Partido dos Trabalhadores.

O próprio Ministério Público solicitou à época a absolvição sumária de todos, considerando que ‘não havia elementos que integrassem a dita organização criminosa’.

O caso triplex do Guarujá teve seus atos anulados por decisão do Supremo Tribunal Federal que considerou Moro parcial para atuar no processo.

A denúncia não tem a chamada causa justa, requisito necessário, pela legislação processual penal, para dar continuidade ao trâmite, argumentou o juiz.

Segundo a equipe jurídica do ex-presidente, ‘(…) mostramos que a ação penal se baseou em outra, pejorativamente conhecida como Quadrilha do PT, na qual Lula foi definitivamente absolvido por decisão da 12ª Vara Federal de Brasília do encarregado de integrar e dirigir uma organização criminosa ‘.

rgh / ocs / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.