7 de December de 2021

NOTICIAS

Declarações de saúde falsas por futebolistas argentinos no Brasil

Declarações de saúde falsas por futebolistas argentinos no Brasil

Brasília, 6 set (Prensa Latina) Um documento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Brasil mostra que um membro da delegação argentina falsificou as declarações sanitárias dos futebolistas, revelou hoje o portal de notícias G1.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O clássico sul-americano Brasil x Argentina foi suspenso no domingo em São Paulo devido a uma suposta violação do protocolo de saúde por quatro jogadores da alviceleste.

A resolução da disputa foi deixada nas mãos do Comitê Disciplinar da Federação Internacional de Futebol (FIFA), organizador das eliminatórias.

As duas equipes jogaram apenas seis minutos no estádio Neo Química Arena, em São Paulo, até que funcionários da Anvisa e da Polícia Federal entraram em campo para impor uma ordem de deportação contra Emiliano Martínez, Cristian Romero, Giovani Lo Celso e Emiliano Buendía.

Os quatro jogadores argentinos foram acusados de violar o protocolo anti-Covid-19 ao entrarem no país e deveriam ter sido deportados, multados e sancionados, segundo o diretor do órgão regulador, Antonio Barra Torres.

Segundo o G1, o documento oficial da agência mostra agora que um membro da delegação argentina, Fernando Ariel Batista, falsificou informações sobre quatro atletas argentinos.

Estes atletas passaram pelo Reino Unido, o que exigiria o cumprimento da quarentena no Brasil, mas não há tais informações nas declarações sanitárias preenchidas por Batista.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou a suspensão do clássico, o primeiro desde que a Argentina derrotou o Brasil na final da Copa América – 2021 em julho passado no legendário estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

O portal de notícias UOL disse que a suspensão do derby abre um caminho de incerteza sobre o resultado da qualificação, programada para terminar em março de 2022.

Ele advertiu que uma questão que poderia ser resolvida pela FIFA poderia acabar no Tribunal de Arbitragem para o Esporte, um tribunal independente na Suíça.

A Conmebol somente especificou na rede social Twitter que ‘o árbitro e o comissário de jogos apresentarão um relatório ao Comitê Disciplinar da FIFA, que determinará as medidas a serem tomadas’.

A FIFA confirmou a suspensão ‘após a decisão dos árbitros’ e disse que ‘mais detalhes serão fornecidos no devido tempo’.

‘Não fomos notificados. Estamos aqui (no Brasil) há três dias. Eles teriam vindo no primeiro dia e não assim’, disse o astro argentino Lionel Messi ao coordenador da equipe brasileira Juninho Paulista, em uma conversa registrada pela televisão local.

mgt/ocs/vmc/gdc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.