16 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

5 de setembro: memória de uma cidade sublevada em Cuba

5 de setembro: memória de uma cidade sublevada em Cuba

Havana, 5 set (Prensa Latina) Quando desabou o que seria uma insurreição nacional marcada para 5 de setembro de 1957, o povo e as forças insurgentes da cidade de Cienfuegos decidiram inscrever a revolta como um feito em seus limites.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Embora o objetivo fosse um levante conjunto com ataques a pontos militares em várias localidades do país, as ações do plano foram limitadas.

Então o que seria um levante nacional foi isolado na cidade do centro-sul de Cuba, onde o Movimento 26 de Julho (M-26-7), representantes da Marinha e de setores populares enfrentaram a feroz maquinaria do pseudo governo de Fulgencio Batista .

‘A origem do levante de Cienfuegos remonta de muito tempo antes. Desde 1956, um grupo de marinheiros, soldados e cabos da Base de Cienfuegos entraram em contato com o Movimento 26 de Julho’, explicou aos 20 anos sobre o evento o líder histórico da Revolução, Fidel Castro.

No dia 30 de novembro, quando se aproximava o desembarque do iate Granma e ocorreu o levante de Santiago, a ideia de produzir o levante de Cienfuegos existia desde então. Mas não foi possível naquela ocasião, explicou.

‘Mais tarde, quando estávamos na Sierra Maestra, persistia a ideia de fazer uma revolta em Cienfuegos com o apoio do grupo de marinheiros revolucionários, para depois organizar uma frente nas montanhas de Escambray.’

Segundo o estrategista, o objetivo era pegar em armas de Cayo Loco e avançar em direção à cordilheira Escambray, a mais importante da região central de Cuba, para formar uma segunda frente guerrilheira.

O plano foi dirigido por Julio Camacho Aguilera, representando o M-26-7, enquanto os jovens oficiais da Marinha nomeavam o tenente da fragata Dionisio San Román como seu chefe.

Talvez o principal valor histórico da ação esteja no apoio ao povo de Cienfuegos: aos primeiros 70 combatentes do M-26-7 se juntaram homens, mulheres, jovens e adolescentes que pediram armas para combater o ditador.

Apesar da manifesta superioridade militar do inimigo, a heróica resistência manteve o combate até às últimas consequências em uma cidade que ficou livre por 24 horas.

Com esta ação de dignidade, a data tornou-se um marco na história de Cuba.

jcm / ebr / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.