27 de November de 2021

NOTICIAS

Estado de Calamidade por Covid em exame por congresso guatemalteco

Estado de Calamidade por Covid em exame por congresso guatemalteco

Guatemala, 4 set (Prensa Latina) O Congresso da Guatemala se reúne hoje para examinar o Estado de Calamidade Pública decretado pelo Presidente Alejandro Giammattei a fim de mitigar a Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Allan Rodríguez, presidente do órgão legislativo, convocou os deputados a partir das 14h00, hora local, após receber ontem o Decreto Governamental 8-2021, que contém um grupo de disposições endossadas em uma reunião do Conselho de Ministros na última quinta-feira para tratar da terceira onda da doença e da atual crise hospitalar.

Em uma mensagem na televisão nacional, Giammattei explicou que as medidas estão de acordo com as recomendações enviadas pela Comissão de Saúde do Congresso e um grupo de médicos e especialistas a fim de reduzir o aumento do número de infecções, entre quatro e cinco mil por dia desde julho.

A implementação de um toque de recolher parcial noturno por 30 dias a partir de hoje, um dos pontos mais controversos, assim como restrições de capacidade em centros comerciais, lei seca e proibição de eventos esportivos e culturais pessoalmente, incluindo atividades religiosas, são algumas das decisões previstas.

Também está incluída uma estratégia de rastreamento e detecção de contágios, assim como vacinação em comunidades com alta densidade populacional, que começará neste sábado nos municípios de Villa Canales, San Miguel Petapa, Villa Nueva e colônia La Bethania, na capital.

Funcionários do Sistema Integrado de Saúde (Sias) do Ministério da Saúde Pública e Assistência Social serão apoiados pelos Ministérios da Defesa Nacional e do Interior, juntamente com o Coordenador Nacional de Redução de Desastres, para irem de casa em casa e entregarem kits de remédios para casos levemente positivos.

De acordo com Bernardo Mazariegos, diretor da Sias, o objetivo é abordar os lugares onde eles veem que a cobertura de imunização não é a esperada devido ao horário limitado de abertura nos postos ou à má comunicação institucional.

‘Sei que é impossível apresentar uma solução que tenha 100% de aprovação de todos os setores do país, mas como presidente e representante da unidade nacional, tenho a obrigação de tomar decisões que protejam a vida e o bem comum’, argumentou Giammattei em sua mensagem ao público, a quem ele pediu compreensão.

Ele estendeu o apelo à legislatura, que na semana passada rejeitou esmagadoramente outro Estado de Calamidade Pública, amplamente criticado por suas propostas ineficazes para conter a pandemia, de acordo com os debates.

msm/mmc/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.