3 de December de 2021

NOTICIAS

Futuro da Jordânia ameaçado pela escassez de água

Futuro da Jordânia ameaçado pela escassez de água

Amã, 3 set (Prensa Latina) O especialista Dreid Mahaseneh disse hoje que apenas grandes projetos de dessalinização poderiam atender às futuras necessidades de água da Jordânia, que já são mínimas devido a sua localização no deserto.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Mahaseneh referiu-se a um canal há muito proposto do Mar Vermelho para o Mar Morto, após o qual as plantas de dessalinização iriam atender às crescentes demandas da população.

‘Nosso destino pode estar em risco se continuarmos assim e haverá emigração, instabilidade socioeconômica e política e cenários sombrios’, acrescentou ele em comentários citados pela agência local Petra News.

Embora a mudança climática tenha trazido um clima mais seco ao Oriente Médio este ano, o reino hachemita está em pior situação do que seus vizinhos.

‘A precipitação não excedeu 60% da média’, disse Omar Salameh, do Ministério da Água da Jordânia, Omar Salameh.

Enquanto isso, a demanda está aumentando, pois o número de residentes dobrou nos últimos 20 anos devido a ondas de refugiados, incluindo mais de um milhão de sírios.

A relação de consumo de água por pessoa por ano caiu de 3.400 para 80 metros cúbicos desde a virada do século até hoje, de acordo com os números oficiais.

Salameh prevê que os suprimentos disponíveis são apenas suficientes para três dos 10 milhões de pessoas da Jordânia.

Com os aquíferos superexplorados e os fluxos no rio Jordão-Yarmouk esgotados pelos desvios a montante em Israel e na Síria, os agricultores no Vale do Jordão, o celeiro do país, também estão sentindo a pressão.

‘Por causa da escassez, não podemos cultivar colheitas do verão do norte como normalmente fazemos’, disse Jehad Tawalbeh, um fazendeiro que herdou uma fazenda de seu pai.

A agricultura consome quase 60% dos suprimentos, mas os problemas são exacerbados pela corrupção e pelo mau planejamento, com estimativas de 50% de perdas devido a roubo e vazamento de tubos.

oda/arc/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.