5 de December de 2021

NOTICIAS

Rússia reitera a rejeição da vacinação forçada Covid-19

Rússia reitera a rejeição da vacinação forçada Covid-19

Moscou, 1 set (Prensa Latina) A presidente do Conselho da Federação (Senado) da Rússia, Valentina Matvienko, disse hoje que as autoridades do país deveriam persuadir a população a ser vacinada contra a Covid-19, mas não forçá-la.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em visita de trabalho à cidade de Penza, ela destacou que é responsabilidade das autoridades locais explicar e convencer as pessoas da importância da imunização para evitar a propagação do coronavírus SARS-CoV-2.

Observou que a região de Penza é um dos líderes entre as 85 nações eurasiáticas em termos de seu índice de vacinação contra a pandemia, com 58% de seus habitantes acima dos 60 anos de idade já injetados, informou a agência de notícias TASS.

De acordo com Matvienko, não são necessárias medidas de emergência adicionais para combater a doença na Rússia. Ele observou que para os chefes de região a prioridade continua a ser implementar medidas epidemiológicas apropriadas e incentivar a vacinação da população.

‘Esta é uma exigência da Organização Mundial da Saúde e um trabalho ativo está sendo feito em todos os países: falar com as pessoas, convencê-las, explicá-las e caminhar em direção à vacinação universal’. Não temos outra maneira de derrotar a pandemia’, disse a senadora russa.

jcm/mml/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.