27 de June de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Primeiro ministro israelense rejeita criação de estado palestino

Primeiro ministro israelense rejeita criação de estado palestino

Tel Aviv, 25 ago (Prensa Latina) O primeiro-ministro de Israel, Naftalí Bennett, reconheceu hoje pela primeira vez desde que assumiu o cargo em junho que nunca apoiará a criação de um Estado palestino e anunciou que a colonização da Cisjordânia continuará.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em entrevista publicada pelo jornal norte-americano The New York Times, e reproduzida pela imprensa nacional, o chefe do governo também descartou um acordo de paz com os palestinos, apesar destes repetidamente terem ‘buscado o aperto de mãos’ em Tel Aviv.

Conhecido por suas posições ultranacionalistas e de direita, o chefe do partido Yamina previu que não haveria solução para o conflito no futuro previsível.

‘Este governo não vai anexar (terras na Cisjordânia) nem formar um Estado palestino, todos sabem disso’, frisou o político em Washington, onde se encontra com o presidente norte-americano Joe Biden.

Embora tenha anunciado que não propõe anexar áreas daquele território, como tentou seu antecessor Benjamin Netanyahu, adiantou que manterá a política de crescimento natural das colônias judaicas, estratégia criticada pela comunidade internacional, que defende a evacuação desses assentamentos.

Nesta semana, o chefe do Interior e número dois da Yamina (aliança de partidos de direita), Ayelet Shaked, garantiu que esse grupo deixará o governo de coalizão se o chanceler Yair Lapid promover a criação de um Estado palestino ao substituir Bennett no cargo.

‘Não haverá um estado palestino em um governo do qual nós (Yamina) fazemos parte’, disse ele.

O chanceler deixou a porta aberta para essa possibilidade assim que assumir o poder.

Como parte do acordo de coalizão, o chefe de Yamina será substituído em 2023 por Lapid, que comanda a formação Azul e Branca.

De acordo com dados oficiais palestinos, as autoridades de Tel Aviv construíram mais de 31.000 casas nas 144 colônias localizadas na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental desde 2004 e ergueram outros 139 postos avançados para futuros assentamentos.

Enquanto isso, o número de colonos cresceu de 415.000 há 17 anos para 660.000 em 2019, apesar da rejeição da comunidade internacional e das resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

ga/rob/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.