17 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Ex-funcionários argentinos acusados ​​por enviar armas à Bolívia

Ex-funcionários argentinos acusados ​​por enviar armas à Bolívia

Buenos Aires, 24 ago (Prensa Latina) O ex-presidente argentino Mauricio Macri, Marcos Peña, e o ex-ministro das relações exteriores Jorge Faurie, juntam-se aos réus no caso do envio de armas para reprimir os protestos na Bolívia em 2019.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O procurador do Foro Penal Econômico, Claudio Navas Rial, colocou a lupa sobre os ex-funcionários do governo macrista em meio às investigações do escandaloso caso descoberto há pouco mais de um mês pelo governo boliviano, que envolve Macri e o gerenciamento de vários membros para o envio de material de guerra ao então governo de fato de Jeanine Añez.

Além disso, o ex-secretário de Assuntos Estratégicos, Fulvio Pompeo, também foi acusado dessa nova ampliação da denúncia original apresentada na semana passada por atuais governantes, que encontraram mais elementos contra os envolvidos no caso.

‘Os elementos fornecidos pelos denunciantes nesta ocasião permitem reforçar preliminarmente a hipótese do caso originalmente delineada, ao mesmo tempo que justificam dirigir a atenção da investigação para a conduta atribuída ao então Chefe de Gabinete, ao Ministro sa Relações Exteriores e ao Secretário de Assuntos Estratégicos da Nação sobre uma suposta participação nos eventos ‘, diz a denúncia, a que a agência Télam teve acesso.

O ex-presidente Macri, junto com outros ex-funcionários, como a ex-ministra da Segurança, Patricia Bullrich, e o ex-ministro da Defesa, Oscar Aguad, estão sendo investigados hoje por contrabando qualificado, enquanto mais documentos e materiais da participação direta de sua administração no envio de munições para reprimir as manifestações após o golpe ao ex-presidente Evo Morales.

Na prorrogação, assinada pelo atual Ministro da Justiça, Martín Soria, sua homóloga de Segurança, Sabina Frederic, e a chefe da Administração Federal de Receitas Públicas (AFIP), Mercedes Marcó del Pont, especifica-se que a Casa Rosada organizou a saída das 70 mil balas anti protesto que acabaram em poder da polícia e da Força Aérea Boliviana em 13 de novembro de 2019, quando o golpe contra Morales já era fato.

mem / may / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.