27 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

México com menor dívida agora do que nos três governos anteriores

México com menor dívida agora do que nos três governos anteriores

México, 16 ago (Prensa Latina) O governo do presidente Andrés Manuel López Obrador assumiu muito menos dívidas em termos reais do que as administrações de Vicente Fox, Felipe Calderón e Enrique Peña Nieto, conforme dados oficiais revelados hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo o Ministério da Fazenda e Crédito Público (SHCP), a dívida pública cresceu para 1.851.211.000.000 de pesos (quase 100 bilhões de dólares) a partir de dezembro de 2018, quando López Obrador começou no fechamento de junho de 2021.

A partir dessa data, o relatório acrescenta, o equilíbrio histórico das necessidades financeiras do setor público – a medida mais ampla da dívida – atingiu seu segundo maior recorde, atrás apenas do de março deste ano.

Como resultado, acrescenta, os dados mais recentes mostram que a dívida pública é de 12.402.930.100.000 de pesos (mais de 603 bilhões de dólares), o equivalente a 47,9% do produto interno bruto.

Assim, em 30 meses da atual administração, sem contar o primeiro de dezembro, o montante das obrigações públicas teve um crescimento real (descontada a inflação) de 7,15%, um valor inferior ao do período comparável dos três mandatos de seis anos anteriores, explicou o Tesouro.

A administração Vicente Fox informou em dezembro de 2000 uma dívida pública de 2,051 trilhões de pesos (mais de 102 bilhões de dólares), e 30 meses depois havia dobrado.

Sob seu sucessor, Felipe Calderón, o equilíbrio histórico das necessidades financeiras do setor público aumentou em 19,22%, e sob o comando de Enrique Peña Nieto foi pior, pois a dívida atingiu 403 bilhões de dólares, um aumento de 25,28%.

O ministério indicou que até hoje, e em meio à crise global mais grave dos últimos 88 anos, o México é uma das economias que menos recursos adicionais tem utilizado para ampliar o apoio fiscal.

Várias organizações, incluindo o Instituto de Finanças Internacionais, enfatizaram que, embora o país esteja entre aqueles que enfrentam menos pressões fiscais após os primeiros meses da pandemia da Covid-19, é também onde se espera que o crescimento a médio prazo seja o mais atrasado.

Neste contexto, uma extensão de aproximadamente 12,155 bilhões de dólares de direitos de saque especiais, aprovada pelo Fundo Monetário Internacional, será utilizada para antecipar o pagamento da dívida, anunciou o Presidente López Obrador, revelou o Tesouro.

Por sua vez, o governador do Banco do México, Alejandro Díaz de León, disse que isso é possível se os recursos forem comprados pelo governo federal.

mgt/lma/vmc/gdc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.