27 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Datas de diversidade religiosa

Datas de diversidade religiosa

Beirute, 14 ago (Prensa Latina) O Líbano é talvez o país com maior número de dias dedicados à homenagem a datas nacionais, religiosas ou festivas, devido ao reconhecimento de 18 confissões de fé, cada uma das quais com seu próprio sistema de tributos e lembrança particular .
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por si só, o Islã e suas variantes sunita, xiita, alawita, wahhabi e drusa, entre outras, têm uma grande variedade de cerimônias que são realizadas de acordo com o calendário lunar correspondente.

Para os muçulmanos, Ramadan (um dia de jejum), Hajj e Umrah (uma peregrinação anual e outra ao longo do ano a locais sagrados na Arábia Saudita) e, por exemplo, Ashura e Arbain são obrigatórios.

O Ramadã termina com o Eid al Fitr, que começa com uma oração específica, após a qual os participantes se cumprimentam e desejam felicidades, cada um vestindo roupas feitas para a ocasião porque o costume exige que estejam no seu melhor.

Esse dia é passado com a família e amigos em banquetes, e há troca de presentes.

No final do Hajj é celebrado o Dia do Sacrifício, que relembra o episódio registado no Alcorão -o livro sagrado daquela religião-, durante o qual se narra como Abraão demonstrou lealdade a Deus.

Ele teve que oferecer seu filho Ismael (na Bíblia é Isaque) como um ato de obediência divina, mas no último minuto o Todo-Poderoso interveio e evitou a morte do humano, fornecendo-lhe um cordeiro para cumprir a ordem.

Ashura, o décimo dia do mês de Muharram no calendário lunar islâmico, marca o luto pelo martírio de Hussein ibn Ali, neto do Profeta Muhammad, e assassinado no meio de uma batalha desigual em Karbala, uma cidade no presente dia Iraque, em 680.

Os xiitas choram e jejuam para homenagear quem consideram ser o herdeiro direto do fundador do Islã e que consideram ter sido destituído da posição de califa que pertencia a ele por causa de sua linhagem.

Em alguns lugares, os mais fervorosos flagelam-se até o sangue brotar, em sinal de fidelidade ao malfadado governante religioso, embora hoje outros doem o líquido vital para uma missão mais proveitosa.

Neste ano, a Ashura será realizada de 18 a 19 de agosto e, ao final, terá início Arbain, ou seja, 40 dias de luto.

Ao longo dos séculos, continua o costume de lembrar aqueles que valorizam como heróis da resistência, porque, em sua concepção, morreram em defesa da verdade.

De acordo com essa linha, Hussein sacrificou sua vida para reviver o Islã que Yazid, que ocupava sem merecer o califado, o havia desmerecido com atitudes pecaminosas.

Depois do massacre de Karbala, como o neto de Maomé – sozinho acompanhado por 72 seguidores – enfrentou um exército de 30.000 soldados, o mundo muçulmano foi dividido em dois e depois em mais; mas as correntes fundamentais, a sunita e a xiita, são predominantes hoje.

(Retirado do Orb)/ ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.