17 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Governo palestino rejeita expansão das colônias israelenses

Governo palestino rejeita expansão das colônias israelenses

Ramallah, 12 Agos(Prensa Latina) O governo palestino denunciou hoje a decisão de Israel de construir 2.000 novas casas nas colônias judaicas da Cisjordânia, afirmando que esta ação viola os tratados internacionais e causará mais tensão na área.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Esta política é uma clara violação dos Acordos de Oslo, assinados em 1993, que afirmam explicitamente que nenhuma das partes deve tomar medidas unilaterais, sublinhou o gabinete presidencial em comunicado.

Além disso, acrescenta, ignora a resolução 2334 do Conselho de Segurança da ONU, aprovada em 2016, que prevê a evacuação das colônias judaicas das terras palestinas, considerando que ‘não têm validade jurídica e constituem uma flagrante violação do direito internacional. ‘

Diante dessa situação, o texto conclama as Nações Unidas e outros atores globais a deter a estratégia expansionista israelense, pois isso só aumentará a tensão e a instabilidade no ar.

O comunicado advertiu que os palestinos nunca aceitarão uma mudança no status quo de Jerusalém Oriental, que o povo afirma ser a capital de seu futuro Estado. Jerusalém e seus locais sagrados não estão à venda, concessão ou negociação, ele enfatizou.

A organização não governamental israelense Paz Agora também condenou o novo plano do governo de Tel Aviv na quinta-feira.

A expansão dos assentamentos prejudica Israel e as chances de paz, denunciou o grupo, fundado por ex-militares.

Ele também alertou que muitos desses edifícios aprovados ‘já foram construídos e existem no terreno, então o plano pretende legalizá-los em retrospecto.’

De acordo com dados oficiais palestinos, Israel construiu mais de 31.000 casas nas 144 colônias localizadas na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental desde 2004 e construiu outros 139 postos avançados para futuros assentamentos.

Enquanto isso, o número de colonos cresceu de 415.000 há 17 anos para 660.000 em 2019, apesar da rejeição da comunidade internacional e das resoluções do Conselho de Segurança.

mem/rob/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.