23 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Israel ameaça incendiar o Levante

Israel ameaça incendiar o Levante

Tel Aviv, (Prensa Latina) A tensão na fronteira entre Israel e o Líbano aumentou novamente após uma troca de tiros entre o exército e o Hezbollah (Partido de Deus), em meio a crescentes ameaças de Tel Aviv contra o Irã.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Desde sua fundação em 1948, o Estado sionista invadiu o país vizinho em inúmeras ocasiões sob vários pretextos, mais recentemente em 2006 quando foi derrotado pelo grupo xiita, cuja ala armada infligiu pesadas baixas às Forças de Defesa de Israel (IDF) em termos de homens e equipamentos.

A nova troca de ataques começou na quarta-feira, quando supostas milícias palestinas dispararam vários foguetes contra o norte de Israel, aos quais a IDF respondeu com ataques aéreos, os primeiros em sete anos.

Em resposta, o Hezbollah lançou 19 foguetes nas fazendas de Shebaa, território reivindicado pelos libaneses, após o que o exército de Tel Aviv devolveu o fogo com artilharia.

A Resistência islâmica desbastou áreas abertas com dezenas de foguetes de 122 milímetros, disse a formação em uma declaração, reconhecendo tal ação pela primeira vez desde 2006.

O Hezbollah abriu fogo deliberadamente em áreas despovoadas, não em civis. Se quisesse causar danos, teria a capacidade de fazê-lo, admitiu o porta-voz do IDF, o Brigadeiro Ran Kohav.

Esta é uma resposta ponderada do Hezbollah para não agravar a situação, disse Kochav.

Nos últimos dias, a IDF tem realizado extensas greves no Líbano, tais ações ‘não ocorreram em anos’, disse uma declaração militar.

Estamos preparando opções adicionais de resposta, algumas públicas e algumas secretas, disse.

‘A situação no Líbano é instável. Podemos torná-la ainda mais instável’, ameaçou o Ministro da Defesa Benny Gantz, referindo-se à crise política e econômica que ali se vive.

Enquanto isso, o primeiro-ministro interino Hassan Diab pediu à ONU que pressionasse Israel a parar de ‘violar a soberania libanesa’ e restaurar a calma na área.

A missão de manutenção da paz da ONU no Líbano descreveu a situação como muito grave e apelou para ‘todas as partes para um cessar-fogo’.

Estamos nos engajando ativamente com as partes por meio de todos os mecanismos formais e informais de ligação e coordenação para evitar que a situação fique fora de controle, disse ele.

A tensão chegou à Faixa de Gaza no sábado depois de um bombardeio israelense de manhã cedo aos cargos ocupados pelo Movimento de Resistência Islâmica (Hamas), uma das principais facções palestinas.

O Hamas, que governa o enclave de dois milhões de pessoas, apoiou a milícia libanesa no dia anterior.

O Hezbollah estabeleceu uma estratégia pela qual ‘o bombardeio será igualado pelo bombardeio’, disse o Hamas, acusando Tel Aviv de iniciar a escalada.

Desde a agressão de Tel Aviv em 2006, a fronteira entre os dois países permaneceu relativamente calma, com trocas esporádicas de fogo.

A situação coincide com o aumento das ameaças do Estado sionista ao Irã, após um incidente na sexta-feira ao largo da costa de Omã envolvendo um petroleiro alugado por uma empresa israelense, no qual dois membros da tripulação foram mortos.

Desde então, vários membros do gabinete, incluindo o Primeiro Ministro Naftali Bennett, culparam Teerã e ameaçaram represálias, embora nenhum deles tenha apresentado provas.

Gantz disse em uma entrevista na quinta-feira que seu país está pronto para tomar medidas militares contra o Irã.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano disse que Khatibzadeh chamou as acusações de infundadas e advertiu que Teerã não hesitaria ’em proteger sua segurança e seus interesses nacionais e responderá rápida e firmemente a quaisquer possíveis aventuras’.

As ameaças coincidem com o anúncio da semana passada de mais fundos para os militares israelenses em 2022, em resposta a um pedido da IDF para se preparar para uma possível incursão contra as instalações nucleares do Irã, cujas autoridades afirmam ser para fins pacíficos.

msm/rob/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.