27 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Começará megaoperação para entrega de vacinas da Pfizer ao Brasil

Começará megaoperação para entrega de vacinas da Pfizer ao Brasil

Brasília, 3 ago (Prensa Latina) A empresa farmacêutica norte-americana Pfizer realizará uma megaoperação de vacinas anti-Covid-19 ao Brasil, onde o primeiro lote está previsto para chegar hoje com 1,53 milhões doses.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O portal de notícias do G1 diz que haverá mais de 17 milhões de porções até 22 de agosto, em 17 voos de Miami (Estados Unidos) para o aeroporto de Viracopos, na cidade de Campinas (estado de São Paulo).

A empresa fez duas entregas no domingo, completando as 13 milhões de quantidades anunciadas até o início de agosto.

Até o momento, a Pfizer entregou 35 lotes ao país, totalizando 30,1 milhões das 200 milhões de doses do imunizador produzido pela Pfizer em parceria com a empresa alemã BioNTech, contratada pelo governo federal.

Segundo o laboratório americano, devido ao maior volume de entregas, os antígenos serão transportados por duas companhias aéreas.

Especificou que as doses enviadas ao Brasil são produzidas em duas fábricas nos Estados Unidos, Kalamazoo e McPherson, assim como uma na Bélgica.

A empresa farmacêutica espera entregar 52,4 milhões de doses entre o final de agosto e setembro como parte do primeiro acordo com o governo brasileiro, assinado em 19 de março, que prevê a disponibilidade de 100 milhões de medicamentos até o final do terceiro trimestre de 2021.

Assinado em 14 de maio, o segundo acordo prevê a transferência de mais 100 milhões de doses entre outubro e dezembro. A Pfizer disse que cumprirá o cronograma completo de desembolso até o final de 2021.

Até agora, os dois antídotos mais utilizados no Brasil são os desenvolvidos pela Universidade de Oxford (Reino Unido) em parceria com a empresa anglo-sueca AstraZeneca e CoronaVac, da empresa biofarmacêutica chinesa Sinovac.

Ambos são autorizados para uso emergencial e não para registro definitivo, e também são produzidos internamente graças a acordos de transferência de tecnologia entre os fabricantes e instituições brasileiras (Fiocruz e Butantan).

Até hoje, o Brasil acumulou 557.223 vidas perdidas e 19.953.501 casos do coronavírus SARS-CoV-2, a causa da Covid-19.

ga/ocs/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.