20 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Instituto de Colonização do Uruguai conserva recursos da terra

Instituto de Colonização do Uruguai conserva recursos da terra

Montevidéu, 28 de jul (Prensa Latina) O Instituto Nacional de Colonização (INC) do Uruguai conserva hoje recursos para o arrendamento de terras após a tentativa do governo de desviar para outros fins do orçamento anual em discussão parlamentar.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Há horas, a bancada dos partidos no poder, por divergências internas, desistiu de cumprir uma diretriz emanada da presidência da República para descapitalizar uma das instituições uruguaias mais emblemáticas em décadas de funcionamento.

A justificativa do governo para retirar 30 milhões de dólares do INC foi destiná-los à regularização de assentamentos em terras suburbanas de famílias com moradias precárias insalubres que se espalharam nos últimos anos em Montevidéu.

Críticas surgiram da oposição Frente Ampla, inclusive do presidente da Câmara dos Deputados, Alfredo Fratti, sobre a figura ridícula para um problema de tal magnitude e apontou que ‘estão despindo um pobre para vestir mal outro’.

O ex-presidente do Uruguai José Mujica considerou um erro de longo prazo para as demandas do país e argumentou que 50 por cento a mais ou a menos da produção de leite trabalha com terras arrendadas pelo INC, administrado pelo Estado que é considerado em tempos de crise ao contrário do interesse privado.

Antes, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores Assalariados, Rurais e Aliados do Uruguai rejeitava a proposta do governo de obter recursos destinados à aquisição de terras agrícolas, para ‘desmantelar uma ferramenta de desenvolvimento que tenta gerar justiça social entre as famílias que vivem no campo’.

Segundo ele, ‘a cada ano, 1.300 famílias rurais, produtores familiares e suas organizações se candidatam a um pedaço de terra para morar, trabalhar, produzir alimentos, defendendo sua identidade cultural e o meio ambiente, mas apenas 120 dessas famílias têm acesso a terra.

As autoridades do Instituto Nacional de Colonização exigiram um orçamento maior perante a Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados e asseguraram que até 2022, o instituto ‘terá concluído a adjudicação de todas as terras que possuía em sua carteira’.

ga / hr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.