28 de November de 2021

NOTICIAS

Onda contra o bloqueio a Cuba percorre os EUA

Onda contra o bloqueio a Cuba percorre os EUA

Washington, 25 jul (Prensa Latina) Protesto em frente à Casa Branca e caravanas nas cidades de Washington e Califórnia fazem parte da onda que, de leste a oeste, percorrerá os Estados Unidos hoje pelo fim do bloqueio de Cuba.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Depois de uma viagem de dois mil quilômetros e quase um mês de uma caminhada inédita, os cubano-americanos que fazem parte do projeto Puentes de Amor vão levantar suas vozes desde o emblemático Parque Lafayette em frente ao casarão executivo, nesta capital, para entregar suas reivindicações e uma petição assinada por mais de 27 mil pessoas.

Esse esforço contará com o apoio de outros grupos solidários com a ilha que também aqui se deslocarão enquanto decorrem diversas ações de apoio em vários pontos do território nacional.

O professor Carlos Lazo, coordenador do projeto Puentes de Amor, em várias declarações à Prensa Latina durante a peregrinação de Miami a Washington DC, expressou que o sentimento contra o bloqueio é comum em todos os lugares a que chegam.

Ele se perguntou como é possível que um governo não dê ouvidos às reivindicações desse povo, de ‘tantos e tantos, porque ninguém que está ao lado dos que amam e encontram quer mais sofrimento para as famílias cubanas’.

Ele insistiu que o presidente Joe Biden deve cumprir sua promessa de campanha porque disse que promoveria uma mudança de política em relação a Cuba e que seu governo ainda mantém as 243 medidas coercitivas ordenadas por Donald Trump, o que significa um endurecimento do cerco unilateral.

Queremos enviar remessas, abrir serviços consulares na embaixada em Havana, devolver voos a todas as províncias cubanas, restabelecer o plano de reunificação familiar e que os americanos possam viajar livremente a Cuba, enfatizou.

Para o ativista, tal política de sufocamento é ‘uma gigantesca violação dos direitos humanos’ não só do povo cubano, mas de todos aqueles que desejam ajudar os seus e são impedidos de fazê-lo.

Enquanto isso, a convocação da caravana de carros e bicicletas em São Francisco e Los Angeles, na Califórnia e em Seattle, no estado de Washington, terá como principais slogans: Fim do bloqueio aos Estados Unidos! e Mãos dos Estados Unidos fora de Cuba!

‘Por mais de 60 anos, Cuba permaneceu sob o bloqueio criminoso do governo dos Estados Unidos’, expressou o apelo à conferência, acrescentando que o mundo vê esta política como o que é ‘um atentado injusto e criminoso à soberania e aos direitos do povo cubano’.

Desde 1992, na Assembleia Geral da ONU, a voz majoritária da comunidade internacional apoia Cuba no pedido de levantamento deste cerco econômico, comercial e financeiro.

No dia 23 de junho, 184 países dos 192 membros da ONU votaram a favor do levante, apenas Estados Unidos e Israel o fizeram contra, com as abstenções do Brasil, Colômbia e Ucrânia.

oda / dfm / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.