29 de November de 2021

NOTICIAS

Funeral nacional e novo governo se destacam na semana do Haiti

Funeral nacional e novo governo se destacam na semana do Haiti

Porto Príncipe, 24 jul (Prensa Latina) Haiti encerra hoje uma semana conturbada devido a várias homenagens e ao funeral do presidente assassinado Jovenel Moïse, enquanto um novo gabinete é instalado com a rejeição das forças políticas e sociais do país .
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Moïse, baleado em sua residência na madrugada de 7 de julho, foi enterrado no dia anterior em uma capela da residência de sua família em Cap Haitien, em meio a protestos de manifestantes que exigiam justiça pelo crime.

Num discurso cortante e sereno, a ex-primeira-dama, Martine Ethienne, culpou aqueles que o ‘abandonaram e traíram’, lembrando que a família não busca vingança ou violência, mas fará com que a justiça seja feita para impedir que ‘o sangue do nosso presidente tenha se derramado em vão. ‘

O funeral foi precedido por várias homenagens em Porto Príncipe e outras cidades, como a do Museu Nacional do Panteão Haitiano da capital, que reuniu autoridades governamentais e representantes estrangeiros na terça-feira, e dois dias depois no mesmo local , personalidades ofereceram condolências à família do ex-governante.

Na quinta-feira, a catedral de Cap Haitien acolheu uma missa seguida de uma passeata pelas ruas que às vezes tinha conotações violentas, e dentro das casas as cerimônias de vodu, prática mágico-religiosa mais difundida no país, deram o último adeus aos presidente controverso.

Em meio às homenagens oficiais, o primeiro-ministro Ariel Henry tomou posse, após a luta pelo poder com o chefe de governo interino e o chanceler Claude Joseph.

Henry, um neurocirurgião de 71 anos, fez um apelo à união das forças nacionais e à busca de uma solução interna para a crise ‘multiforme’, ao mesmo tempo que reconheceu a extrema polarização entre setores do país.

Ele garantiu que as eleições, a democracia e o Estado de direito não são negociáveis ​​e prometeu restaurar a ordem e a segurança.

No entanto, sua posse ocorre em um momento de tensão política, com plataformas poderosas rejeitando sua posse e defendendo uma administração de consenso para fortalecer as instituições do Estado.

msm / ane / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.