6 de December de 2021

NOTICIAS

Sindicato de entidades públicas em greve no Uruguai

Sindicato de entidades públicas em greve no Uruguai

Montevidéu, 22 de jul (Prensa Latina) A Mesa Sindical Coordenadora das Entidades Estatais (MSCE) do Uruguai iniciou hoje uma greve em defesa do trabalho, por receitas de pessoal e orçamentos, com foco central no parlamento.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Também denunciou que muitos serviços públicos estão em perigo ‘com escritórios vazios, máquinas paradas e sem preencher vagas, com acordos e concessões com empresas privadas a quem é entregue a soberania’.

Conforme afirmou o dirigente Juan González ao portal da central sindical Pit-Cnt, esses momentos são fundamentais para mostrar unidade e solidariedade e considerou neste sentido que a coleta de assinaturas para revogar 135 artigos da Lei de Consideração Urgente foi ‘muito positivo.’

Já a Federação Sindical da Administração Nacional de Combustíveis (Fancap) anunciou que no caso de qualquer fechamento de fábrica ou empresa coligada, atuará com firmeza e ‘responderá com a ocupação’ de instalações em diferentes pontos do país.

O MSCE idealizou a iniciativa desta jornada, no âmbito de ações anteriores do Sindicato Único dos Trabalhadores do Mar e Aliados (Suntma), que ergueu uma tenda em frente ao Palácio Legislativo devido às repetidas tentativas de corte de salários e de direitos.

A união de entidades públicas vai mobilizar milhares de trabalhadores para a Torre Executiva e um dos seus objetivos é realizar um encontro com o Presidente da República.

Entretanto, chegou a esta capital uma caravana do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química (STIQ) proveniente de Bella Unión, no departamento de Artigas, devido à ameaça de encerramento da fábrica de Álcool do Uruguai (ALUR).

Para o líder açucareiro Luis López, o ALUR para aquela cidade não é apenas um projeto econômico, mas também social, porque ‘gera 1.400 empregos e 450 produtores vivem diretamente dele’.

O presidente do PIT-CNT, Fernando Pereira esclareceu que ‘não acredito que esta seja a última mobilização, mas que agora começa a luta pelos Conselhos Salariais e pela Prestação de Contas do Governo pelos cortes orçamentais.

rgh / hr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.