29 de November de 2021

NOTICIAS

China fortalece resposta à saúde em província chuvosa

China fortalece resposta à saúde em província chuvosa

Beijing, 22 de jul (Prensa Latina) A China enviou hoje um contingente médico à província de Henan (centro) para apoiar os cuidados de saúde em meio ao desastre causado pelas piores chuvas em seis décadas e que até agora deixaram 33 mortos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A Comissão Nacional de Saúde mobilizou médicos, especialistas em diversas disciplinas e técnicos de seis regiões do país para se unirem aos esforços de controle epidemiológico, desativar potenciais riscos nos centros de saúde e garantir seu funcionamento ordenado.

Zhengzhou, a capital de Henan, é o principal foco de atenção porque concentra a maior parte afetada, e mais de três milhões de vítimas.

No entanto, outras cidades da província como Huixian, Anyang, Hebi, Xinxiang e Jiaozuo também precisam de reforço porque estão em alerta vermelho (o mais alto) e podem sofrer desastres devido às chuvas contínuas.

De acordo com as últimas informações, até agora a tempestade danificou 215.200 hectares de lavouras e causou perdas econômicas diretas de cerca de 1.220 milhões de yuans (188,6 milhões de dólares).

O governo chinês implantou mais de 45.000 equipes de resgate e militares em Henan para ajudar a restaurar redes de eletricidade, telecomunicações e limpeza de estradas, bem como realocar as vítimas em áreas seguras.

Imagens divulgadas na mídia mostram agua até a cintura e destruição de veículos e edifícios, enquanto 12 das vítimas morreram em consequência de uma inundação em uma linha de metrô em Zhengzhou.

O Ministério das Finanças aprovou 100 milhões de yuans (US $ 15,45 milhões) para apoiar os esforços de socorro em Henan, e várias empresas, instituições e artistas do país contribuem doando dinheiro, alimentos e outros itens essenciais.

O departamento de meteorologia atribuiu o volume recorde de chuvas à proximidade de um tufão que libera vapor d’água do mar, move-o em direção às montanhas da demarcação e após condensar ali causa aguaceiros torrenciais.

A entidade especificou que somente quando o ciclone mudar sua trajetória no oceano e atingir o continente, deixará de chover na província.

As regiões noroeste e centro serão as mais atingidas, com 16 reservatórios próximos à capacidade total.

rgh / ymr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.