16 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Guatemala sobe em indicações ao prêmio Platinum

Guatemala sobe em indicações ao prêmio Platinum

Madri, 19 de julho (Prensa Latina) Madri comemora hoje três décadas de cúpulas ibero-americanas, com o cinema no céu após as indicações ao Prêmio Platino e o ápice de La llorona de Guatemala.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Uma cerimónia com ares de bombástico na Music Box da Câmara Municipal desta capital, alguns rostos famosos em celulóide, e ainda a estreia do Hino Ibero-americano, hoje dedicado à sétima arte.

Embora não haja tempo para a primeira semana de outubro, quando serão anunciados os vencedores, a forte pegada do filme guatemalteco La Llorona se destacou, em dura luta com El Olimpido Que Seremos, de ninguém menos que Fernando Trueba.

O desejo óbvio de todos de virar a página e lançar um estágio de recuperação pós-Covid-19, contrastado com o recomendado medido contra a persistência da pandemia.

Na apresentação do anúncio das nomeações para a VIII edição dos Prémios Platinum Ibero-American Film e Audiovisual, estiveram a chilena Paulina García (Urso de Prata nas Berlinales e Platinum Award 2014 para Gloria), e a espanhola Belén Rueda (março dentro, sétimo, perfeitos estranhos).

Além disso, o diretor mexicano Manolo Caro (A vida imoral do casal ideal), sob a liderança da apresentadora e jornalista espanhola Elena Sánchez e um momento muito especial, a estreia do Hino da Ibero-América, do talentoso compositor Lucas Vidal .

Pontuações que vão mudar de forma e estilo dentro da riqueza de nossas culturas, disse Rebeca Grynspan, que esta segunda-feira encerrou seus dois mandatos à frente da Secretaria Geral Ibero-americana.

La llorona, de Jayro Bustamante, também não sobe posições por acaso. Já vem com indicações ao Globo de Ouro e ao Goya como Melhor Filme Estrangeiro não Inglês ou Ibero-americano, respectivamente.

O longa centro-americano, baseado em um acontecimento histórico e uma lenda, alcançou 11 indicações, entre elas de Melhor Filme e Melhor Diretor.

A priori, seu grande adversário será Trueba, Oscar da Belle Epoque de 1993, agora em uma linha bem diferente, a violência na Colômbia nas décadas de 80 e 90, também com os cartéis de drogas como protagonistas.

Outras figuras consagradas como o espanhol Icíar Bollaín (um lauro em Cannes, dois Goya e um Ariel do México), agora com o casamento de Rosa e o irreverente mexicano Michel Franco de Nuevo Orden.

Dos atores, há nomes igualmente ambiciosos que vão atrás da Platina, como o espanhol Javier Cámara (O esquecimento que seremos), o chileno Alfredo Castro (tenho medo de um toureiro) e o argentino Diego Peretti (O roubo do século) e Miguel Angel Solá (crimes de família).

Entre as mulheres destacam-se María Mercedes Coroy (La llorona), a espanhola Candela Peña (casamento de Rosa e a brasileira Regina Casé (Tres Veroes).

O camaleão Alfredo Castro reaparece, como ator coadjuvante em El Príncipe, assim como o jovem colombiano Kami Zea (O esquecimento que seremos) e a guatemalteca Sabrina de la Hoz (La llorona).

Na novela, La casa de papel, arquipopular da Netflix, endossa sua condição, assim como vários de seus atores.

O Ministro da Cultura e Desportos, Miquel Iceta; o presidente da Entidade de Gestão dos Direitos dos Produtores Audiovisuais, Enrique Cerezo; e o prefeito de Madrid, José Luis Martínez-Almeida, comandou a atividade.

jcm / ft /ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.