27 de November de 2021

NOTICIAS

Chamam no Brasil para manter o exemplo da Revolução Cubana

Chamam no Brasil para manter o exemplo da Revolução Cubana

Brasília, 16 jul (Prensa Latina) É necessário hoje manter a Revolução Cubana como um exemplo para a humanidade, exigiu o renomado escritor, jornalista e político brasileiro Fernando Morais, em um vídeo que circula nas redes sociais.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O autor de Os Últimos Soldados da Guerra Fria, dedicado a cinco heróis cubanos que se infiltraram em organizações nos Estados Unidos para evitar ataques terroristas, adverte no vídeo que as provocações na ilha ‘não serão as primeiras nem as últimas’.

Ele denuncia que ‘tem visto muitas manifestações, inclusive militares e diplomáticas dos Estados Unidos e de seus aliados contra Cuba’.

Ele aludiu a seus encontros com o líder histórico da Revolução Cubana, Fidel Castro, que foram ‘um privilégio em minha vida’.

Ele reconheceu que aprendeu muito com o Comandante-Chefe, mas que ‘aprendeu, acima de tudo, que é necessário manter a Revolução Cubana como exemplo para a humanidade’.

Mencionou ‘o mesmo exemplo que Cuba deu ao mundo agora quando foi espalhar médicos por todo o planeta para salvar a humanidade da praga da Covid-19’.

Advertiu que isso é inútil e ‘não podemos esperar que os Estados Unidos concordem com a audácia, com a insolência de um país que quer fazer uma revolução a 160 km de seu próprio país’.

Para Morais, ‘não importa se o presidente é democrata ou republicano, se é negro ou branco’. (Barack) Obama prometeu na campanha eleitoral o retorno de Guantánamo e o fechamento de sua prisão, ele prometeu acabar com o bloqueio econômico’.

Entretanto, ele disse: ‘Guantánamo está lá, assim como a prisão, o bloqueio ainda está em vigor’. E para aqueles que tinham esperança no Presidente Joe Biden, gostaria de lembrá-los que um de seus primeiros atos administrativos foi fornecer US$ 20 milhões para a propaganda anti-cubana dentro de Cuba’, disse ele.

‘O exemplo que temos que dar e manter é o eterno slogan criado há 60 anos: Pátria ou Morte’. Venceremos’, finalmente enfatizou.

jcm/ocs/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.