7 de December de 2021

NOTICIAS

Biden deve manter sua palavra e suspender as sanções contra Cuba

Biden deve manter sua palavra e suspender as sanções contra Cuba

Washington, 15 jul (Prensa Latina) Agora, mais do que nunca, é necessário que a administração norte-americana de Joe Biden mantenha sua palavra acabe com as sanções contra a família cubana, disse hoje o promotor do projeto Puentes de Amor (Pontes de Amor), Carlos Lazo.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em declarações enviadas à Prensa Latina via WhatsApp, questionou-se se o verdadeiro interesse do presidente dos Estados Unidos é criar desespero e dor na população cubana.

Lazo destacou que isso poderia ter graves consequências para os dois povos, ilha e Estados Unidos, por exemplo, se uma crise migratória fosse deflagrada pelo desespero infligido pelo bloqueio, a situação poderia ser desastrosa com perda de vidas e desagregação familiar.

Por isso, Puentes de Amor exorta Biden que, se realmente deseja ajudar o povo da ilha, acabe com as sanções, muitas das quais foram reforçadas durante o governo Donald Trump e permanecem em vigor até hoje.

Na opinião do ativista cubano-americano, o atual chefe da Casa Branca não deve continuar dizendo que se preocupa com os cubanos, enquanto essas pessoas passam fome e desolação devido às medidas unilaterais impostas por Washington.

Biden precisa se lembrar quando sua esposa Jill foi a Cuba, esteve em Camagüey e lá se reuniu com famílias, com mulheres … o presidente deve saber da nobreza e do carinho que aquela cidade lhe ofereceu e também deve pensar nas crianças da ilha.

Lazo rejeitou a intenção de causar uma explosão social em Cuba devido ao desespero e à fome, ‘porque as coisas se sabem como começam, mas não como terminam’ e seria doloroso ver uma guerra no país.

O ativista e professor, que serviu no Exército dos Estados Unidos durante a guerra do Iraque, lembrou que nos lugares onde a nação do norte deu ‘ajuda humanitária’, esta, no fim se transformou em ‘ajuda sanguinária’.

Recentemente, o Facebook bloqueou a página oficial do projeto Puentes de Amor, justo quando realizaram uma caminhada inédita, que começou no dia 27 de junho em Miami, na Flórida, para chegar a Washington DC. Agora continuaremos transmitindo no YouTube e no Twitter, continuaremos marchando pela família cubana e realizando reuniões com os americanos para que saibam das sanções que Washington aplica contra a maior das Antilhas, afirmou.

Puentes de Amor exige imediatamente o fim do bloqueio norte-americano, a restauração das remessas, o restabelecimento do programa de reunificação familiar e a reabertura dos serviços consulares da embaixada de Washington em Havana.

Também que os voos dos Estados Unidos sejam devolvidos a todas as províncias cubanas e que os cidadãos da nação do norte viajem livremente à maior das Antilhas.

Essas reivindicações serão ratificadas em 25 de julho em frente à Casa Branca, onde pedirão a Biden o fim das sanções, uma chamada também apoiada por uma petição online que ultrapassa 26.000 assinaturas.

msm / ifb / cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.