30 de November de 2021

NOTICIAS

Johnson confirma fim das restrições do Covid-19 na Inglaterra

Johnson confirma fim das restrições do Covid-19 na Inglaterra

Londres, 12 Jul (Prensa Latina) O primeiro-ministro britânico Boris Johnson confirmou hoje que na próxima segunda-feira todas as restrições em vigor devido ao Covid-19 serão eliminadas na Inglaterra, apesar de um aumento sustentado no número de infecções.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Manteremos nossos planos para suspender todas as medidas legais de distanciamento social (19 de julho), declarou Johnson em uma entrevista coletiva transmitida pela televisão à nação.

O governante conservador, porém, recomendou que a população seja cautelosa e use máscaras em espaços fechados e locais onde haja aglomeração de pessoas, como metrô e outros meios de transporte público.

As pessoas não devem tomar essa decisão como um convite para deixar de lado todas as medidas cautelares ou restritivas, disse ele.

Como parte da última etapa do cronograma de desaceleração da quarentena em vigor desde janeiro passado, a partir da próxima segunda-feira não haverá limite para o número de pessoas que podem se reunir em locais fechados ou abertos.

O distanciamento social será eliminado, e a obrigatoriedade do uso da máscara nas lojas e nos transportes públicos, boates e discotecas poderão reabrir suas portas.

Também não haverá limites para o número de espectadores em estádios esportivos, cinemas e teatros, e as casas de saúde não poderão limitar o número de familiares que visitam seus entes queridos.

Johnson disse, no entanto, que o governo revisará constantemente os dados e estará pronto para implementar medidas de contingência nos períodos de maior risco, como o inverno.

Não acho que posso enfatizar isso da forma mais enfática e drástica possível – esta pandemia ainda não acabou, acrescentou.

O primeiro-ministro britânico alertou que a atual onda da doença associada à variante Delta identificada inicialmente na Índia causará um aumento nas infecções e mortes, mas disse estar confiante no sucesso da campanha de vacinação para combatê-las.

A decisão do governo de dar luz verde ao levantamento total das restrições é rejeitada pela oposição liderada pelo Partido Trabalhista, que a considerou irresponsável.

Caroline Lucas, representante do Partido Verde no Parlamento, disse, por sua vez, que é uma abordagem darwiniana obter imunidade por meio da infecção em massa.

O Reino Unido relatou 34.471 novos casos positivos para o Covid-19 e seis outras mortes na segunda-feira, mas de acordo com o ministro da Saúde, Sajid Javid, as infecções podem chegar a 100.000 por dia no verão.

Até agora, 34,8 milhões de pessoas, o equivalente a 66,2% dos 53 milhões de adultos do país, completaram o tratamento de vacinação contra o coronavírus SARS-CoV-2.

oda/nm/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.