30 de November de 2021

NOTICIAS

China inicia investigações sobre amostras trazidas da Lua

China inicia investigações sobre amostras trazidas da Lua

Beijing, 12 jul (Prensa Latina) China abriu hoje a fase de investigações sobre as amostras que sua sonda Chang'e-5 coletou acima e abaixo da superfície da Lua no final do ano passado, para entender melhor sua formação.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O governo entregou 17 gramas de materiais e rochas às primeiras 13 instituições que solicitaram a análise dos mesmos.

Segundo algumas autoridades, o país está aberto a fornecer amostras para mais centros, a acrescentar cientistas internacionais aos estudos e também a cooperar com outras nações ao redor do mundo.

O Chang’e-5 foi para o espaço em 24 de novembro de 2020, coletou cerca de dois quilos de rochas e terra do solo lunar e retornou com sucesso em 17 de dezembro.

Desta forma, a China se tornou o terceiro país do mundo a atingir este objetivo, só alcançado anteriormente pela antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e pelos Estados Unidos.

Alguns dos materiais foram divididos para exposição pública e outros foram mantidos em Hunan, a província natal do fundador da República Popular Mao Tse Tung.

Como parte do programa espacial, a China tem desde 2017 uma sonda no lado escuro da Lua e planeja enviar outra ao Pólo Norte a fim de determinar a idade do solo, a composição do vento solar, os isótopos de hidrogênio, carbono, hélio e oxigênio.

Além disso, Chang’e-7 procurará descobrir se há gelo no lado desconhecido e o oitavo se concentrará em experimentos científicos e tecnologias de teste para construir uma base científica e de pesquisa envolvendo seres humanos e robôs nos anos 2030.

mem/ymr/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.